quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Feliz Natal


Leia Mais…

domingo, 14 de dezembro de 2008

Saturday Night Fever

Leia Mais…

sábado, 13 de dezembro de 2008

oscarada...


Billy Crystal, David Letterman, Whoopi Goldberg, Steve Martin, Ellen DeGeneres e o grande Jon Stewart partilham algo de comum...

....já foram todos, pelo menos uma vez, apresentadores da cerimónia dos Oscars...

Este ano o apresentador será outro...e eu estou sinceramente admirado...mas veremos...


Leia Mais…

Quiz

Todos os anos na altura do Natal, no Departamento de Neurociências, há um jogo de perguntas entre os diversos grupos de laboratório. O grupo que ganha recebe um prémio monetário que é sempre doado a uma instituição de caridade. Então hoje ao final da tarde chegou-me às mãos um questionário (Quiz) em que eu teria que responder com ajuda do meu grupo de trabalho e enviar.

"Co' a breca!" - exclamei eu....

Eu a pensar que já estava ganho, uma vez que tenho um intelecto que põe qualquer roedor num canto, mas tinha-me enganado completamente...

Eram cerca de 30 perguntas e digo-vos com toda a sinceridade que devo ter feito praí uns 60% e respondido correctamente a 40%...

Mas já vejo aí alguns de nariz impinado a chamar-me de burro e ignorante (o que não deixa de ser verdade)...Pois bem, sejam sinceros com vocês mesmo e tentem responder, SEM ajuda da internet ou qualquer outro instrumento, às 12 perguntas que me lembro agora de cabeça:

1 - Qual é o nome do rio em Baghdad?

2- Qual o nome da última Rainha do Paquistão?

3 - Qual é o nome do meio de Paul McCartney?

4 - Onde é que ficam os Jardins de Tivoli?

5 - Qual é a marca do carro do filme "Regresso ao Futuro"?

6 - Quem é Julia Wells?

7 - No quadro de Caravaggio, "Doubting Thomas", o que é que Thomas está a fazer?

8 - O que significa UNESCO?

9 - Qual foi o Primeiro Reich?

10 - Qual é o nome do meio de Barack Obama e onde é que ele nasceu?

11 - Em que ano foi criado a NATO?

12 - Quantas vias tem o Arco do Triunfo?


Pois...agora estão caladinhos...


(nem duas conseguem acertar....)

Leia Mais…

olhe que não...

Encontrei há uns anos um blog que me fazia rir até doer a barriga...sabem quando já não podem rir mais senão vomitam?Pronto, era assim que eu ficava quando lia o blog deste gajo. Não sei o nome do tipo, ele não se identificava. Lembro-me de ter lido um post incrivel e de ter desejado escrever um dia assim como ele...Hoje é sabido que a minha escrita bate Saramagos, Sousas Tavares e Rodrigues dos Santos todos juntos...e isto não é verídico, é mesmo verdade. Só que há uns tempos o blog deste gajo deixou de estar activo e por isso tentei resgatar o tal post que li.
Serve este post para fazer aqui o apelo ao tipo para voltar a escrever...

Do blog: http://olhequenao.blogs.sapo.pt


Fuja, ou morra a tentar

O governo norte-americano tem um site dedicado à segurança nacional. Como seria de esperar, com muito pouco interesse. No entanto, há uma secção deveras entusiasmante: aquela dedicada aos ataques terroristas, onde, entre outras coisas, os americanos podem ficar a saber como proceder no caso da nave mãe ser atacada. Levei apenas em consideração as figuras que lá estão e ignorei a explicação escrita (até porque estava em estrangeiro). E, porra, em caso de pânico, ninguém se vai pôr a ler coisas. Vão é ver o que os bonecos lhes dizem para fazer. Pode parecer que nos dão indicações ridículas, mas o cumprimento exaustivo de todos estes procedimentos significa muitas vezes a diferença entre a vida e a morte. Bem, pelas ilustrações, o que fiquei a saber foi o seguinte:

Em caso de ataque biológico:










- Compre a colecção “O Corpo Humano” para saber mais sobre si. O primeiro fascículo tem um preço de lançamento porreiro. Aproveite e cancele a sua assinatura das colecções “Táxis do Mundo” e "Moínhos de Café".










2 º - Nunca mais se refira às cidades norte-americanas pelo nome. Use apenas letras isoladas para confundir os terroristas. Além disso, como consequência do ataque, as fronteiras interestaduais do país irão, progressiva e rapidamente, assumir a forma de linhas rectas.










- Aproveite que o mundo vai acabar e compre uma televisão, um telefone e um rádio. Tudo topo de gama e naquela modalidade em que só começa a pagar passados uns meses.










- Se entrar na sua cozinha e deparar com uma lata de laca gigante, pare e reflicta durante uns minutos sobre a possibilidade do pó vermelho dela proveniente ser uma substância nociva para a sua saúde americana. Como é óbvio, não respire durante este período. Assim, além de não inalar substâncias possivelmente prejudiciais, impedirá a entrada de oxigénio no cérebro, o que o levará com certeza a tomar a decisão certa.










- Sempre depois da ponderada reflexão, e no caso da substância em questão ser tóxica, fuja na direcção oposta ao local onde se encontra a lata de laca. De preferência, quando ela começar a levitar. No caso de estar confuso, olhe para a seta que está perto dos seus pés e siga-a. Ela indica o caminho certo e contrário à ameaça enlatada.











- Em seguida, vista a sua burka. A lata de laca mortal detesta a América e a liberdade. Disfarçado de cidadã do médio-oriente, você não corre qualquer perigo. Se possível, tente adoptar um olhar psicopata, vazio de sentimento, para conseguir uma prestação mais sólida e consistente. A lata não é parva nenhuma e topa uma interpretação sem vontade e empenho.










- Tal como antes de comer, lave sempre as mãos após um ataque terrorista. É de bom-tom. Depois, telefone para casa de alguém e desligue quando atenderem. Repita esta última acção incessantemente durante várias semanas, de preferência de madrugada. De quando em vez, ranja os dentes quando a outra pessoa atender.











- Volte à sua vida normal e passe os dias seguintes a jogar computador, a ver televisão e a ouvir música. Nos seus aparelhos novos, claro. Repare que é de vital importância fazê-lo sob a vigilância atenta de três relógios de parede com um minuto de diferença entre si.











- Finalmente, chegou a altura de parar de telefonar para casa do pobre coitado que andou a atormentar com telefonemas às tantas. Se fez tudo bem, você está salvo. E nem foi preciso tomar banho.


Se, por outro lado, lhes calhar um ataque químico:










- Os odores libertados pelo vinho tinto, pelo sumo de laranja e pelo caldo verde são, quando juntos, altamente nocivos para o cidadão americano. Os terroristas sabem disto e podem muito bem usar esta mistura em prol da sua luta contra a liberdade e o progresso.










- Se tiver o azar de sentir esta terrível mistura, tenha bom senso e estrangule-se. Desta forma, evitará o contágio de milhões de americanos como você. Se estiver hesitante em relação ao seu estrangulamento auto-infligido, lembre-se!, você deve pelo menos isso à América, seu ingrato.











- Se por acaso conseguir escapar aos gases (ou sobreviver ao seu auto-estrangulamento), não coma três peixes e um pássaro durante uns dias.












- Observe o que não comeu. Verá que a comida estava contaminada, até porque está quase do seu tamanho. O vírus (repare que é o mesmo da lata de laca) acabará por abandonar o corpo dos carapaus que deixou no chão da sala. Além disso, o pássaro, apesar de morto, estará a levitar, o que é sempre suspeito. Por último, uma espécie de espírito (com a forma de água a ir pela sanita abaixo quando puxamos o autoclismo) estará também presente.











- Agora, o vírus da lata de laca gigante e dos carapaus mutantes (e do pássaro) irá persegui-lo. Saia calmamente da sala. Já sabe, se estiver confuso, siga a seta de néon vermelho que entretanto apareceu do nada.












- Por esta altura você já deve ter conseguido despistar o vírus. Desça as escadas. Se não tiver umas escadas para descer, você morreu. Nesse caso, cante o hino enquanto é aniquilado por este vírus fundamentalista islâmico. Terá uma morte digna.












- Vá a um centro comercial e admire durante longas horas aqueles mapas que mostram exactamente onde você está. Se se aborrecer durante este processo, divirta-se a saber, por exemplo, quantos palmos vão da Zara à Worten.












- Em princípio, você está salvo. Tire uns dias (por sua conta) e vá ao Portugal dos Pequeninos para descontrair. Por esta altura, você e a seta vermelha deverão ser melhores amigos.


in http://olhequenao.blogs.sapo.pt/70090.html?replyto=450250

Leia Mais…

King's Cross

Esqueci-me de escrever sobre a Estação King's Cross...


Esta estação é mais movimentada que o Restaurante Abílio dos Frangos no Bom Sucesso...e olhem que o Abílio faz uns franguinhos que é uma categoria...

A estação em si é grande mas não apresenta grande coisa para admirar a não ser um pequeno detalhe que me escapou e que eu só vim a saber mais tarde. Entre a plataforma 9 e 10, existe uma "plataforma" 9 3/4. Disseram-me que até aparece no livro do Harry Potter e tal, mas como eu só leio revistas de renome ciêntifico, nomeadamente a "Maria" e a "Ana + atrevida" (que creio que é a mesma coisa que a revista "Ana" mas ao qual o editor decidiu um dia torná-la mais atrevida), e portanto o detalhe do livro do Harry Potter escapou-me por completo. Nem sei se a placa ainda continua lá ou não...




Mas digo-vos, são toneladas de pessoas a passarem por ali...e como ainda não vi a estação a fazer os franguinhos estaladiços do Abilio não entendo o motivo de tanto gado no mesmo local...

A estação está ligada, como é habitual acontecer, com o sistema de metropolitano. Aqui não se chama de subway (metro) mas sim de "tube" (tubo)...é mais uma daquelas mariquices que eles quiseram que fosse diferente...deviam era de enfiar o "tubo" por um sitio onde o sol não brilha...

Se vocês acham que apanhar o metro em Lisboa é complicado e confuso, porque não têm a certeza para onde é que tão a ir, então têm que tirar um curso de astrofísica avançada para saberem navegar no sistema metropolitano aqui em Londres. Eu sou o primeiro acusar a minha total inaptidão e ignorância para apanhar o metro para qualquer lado. É completamente absurdo o sistema de informação do metropolitano. Em Paris, Madrid, Roma, e nos outros sítios, a informação da linha de metro é fornecida com a estação inicial e final. Basicamente é isto. O turista procura no seu mapa do metropolitano a estação que quer sair, vê qual é a linha que passa por lá e vê o nome das estações que estão no extremo dessa linha. E basicamente apanha o metro que vai em direcção a uma dessas estações terminais, saindo na estação que querer...Simples,fácil e PRÁTICO!

Aqui não. O que se faz por aqui é dar a cada linha um nome. São pelo menos 14 linhas diferentes com nomes tipo "Bakerloo", "Piccadilly", "Hammersmith & City", etc. Em cima disso eles dividem a direcção a tomar, atribuindo um nome como por exemplo North, South, East, and West Lines. Isto é, se eu quiser ir para uma estação de metro que fica no sul de Londres, tenho que seguir as placas que indicam South Lines. O problema é que como podem ver pelo mapa, as estações de metro encontram-se espalhadas uniformemente e fica dificil definir, por exemplo, quando é que uma estação encontra-se a Este e não a Sul....



...Astrofísica Avançada com Doutoramento em Física Quântica e mesmo assim não conseguia entender o raio do bicho do metro....

Então lá estava eu rodeado por centenas e centenas de pessoas a procurar o raio da linha certa, quando me lembro que quem tem boca vai a Roma....Ponho-me a chorar aos berros à espera que alguém venha em meu auxilio. Lá veio um senhor dar-me um doce e indicou-me a linha certa. Quando vou a comprar o bilhete vejo que um bilhete de UMA IDA custa 4 libras e um passe para o dia inteiro custa 5 libras. Como não sabia o que fazer tirei bastantes bilhetes de uma ida...

Leia Mais…

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Harrods

Depois de termos visto o Palácio, seguimos em direcção ao Harrods. Mais uma vez não vi nenhum urso à porta de nada...mas devo dizer que o que o Harrods faz é a essência do Marketing. Basicamente o que o Marketing faz é transformar um produto inútil como um telemóvel com câmara ou um leitor mp3, em algo de tão mágico e hipnotizador que o consumidor se vê "quase obrigado" a comprá-lo...Bom marketing resume-se a saber fazer essa magia de modo a que o consumidor venda a sua própria mãe para adquirir um produto tão fútil e inútil...Então o que o Harrods faz é hipnotizar-nos com uns deliciosos enfeites natalícios, uma fantástica decoração interior e um apelo ao charme e elegância nunca antes visto em nenhum lugar...a não ser no fórum de Aveiro...Então quando se passeia por lá por dentro, parece que tudo é elegante, chique, caro, bom, com qualidade, superior a qualquer outro produto vendido noutra loja....um simples saco de tremoços lá à venda deixa de ser um simples saco de tremoços e transforma-se numa iguaria única e rara que nos dá vontade de comprar, não importa o preço...É óbvio que é tudo caríssimo. Um chocolatinho do tamanho de uma caganita de pássaro, custa mais que a minha viagem de avião do Porto até Milão...
Giro é que nestes "centros comerciais" fica difícil encontrar a saída...e fica muito fácil perdermo-nos no meio de tanta luxuria e pecado...Mas quando estávamos para vir embora, encontrámos isto:





Um belo e curioso memorial....

Leia Mais…

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Walking in London...


Quem vai a Roma tem que ver o Papa. Quem vai a Paris tem que ir à Torre Eiffel. Quem vai a Amesterdão tem que ir ao Red Light District. Quem vai a Madrid tem que ir a outro sítio, porque não há lá nada para ver...


Quem vai a Londres tem que ir ver o Big Ben. Eu não sou excepção e fui ver o coiso...Fiz questão de sincronizar o relógio do meu telemóvel com o do Big Ben. Só campeões como eu se dão ao luxo de fazer isso...













Fui também ver uma coisa chamada Westminster Abbey. Sim, digo Westminster Abbey porque em Inglês soa melhor...soa a chique. Se eu dissesse:
"Fui ver a Abadia de Westminster", vocês diziam logo "oh, grande coisa, e eu fui ver a Sé de Aveiro."

Mas agora se eu disser: "Fui ver a Westminster Abbey", vocês dizem logo; "eish, a sério? Isso parece chique..."

Pois é, é noutro país e tudo...

"eish, noutro país? Isso é muito à frente. E é cara a entrada?"

Claro que é cara...é tão cara que eu nem pago em Euros, é logo em Libras...Pimba, que é só para verem a exclusividade da cena...

Aparentemente foi lá que a rainha Elizabeth foi coroada rainha...(brutal redundância...porque até convém que ao fim de uma coroação...alguém saia de lá rei ou rainha...)






De resto não há nada mais a relatar, a não ser que havia uma manifestação dos "verdes"...tudo malta dos "fumos" e do "tá-se bem, gato....". Aposto que metade nem sabia o que é que estava a protestar...Até vacas se viram por lá a dançar e tudo. Isto em Londres é assim...se é para fazer alguma coisa, então faça-se com estilo e sabedoria. Bora lá pôr umas valentes vacas a dançar...


(topem só a cara da mulher que tá a passar à frente, como quem diz: "esta juventude tá muito mal habituada. No meu tempo era logo tareia em cima")

Quando estávamos a ir para o Buckingham Palace (sim, porque a Rainha telefonou-me entretanto avisar que o chá estava arrefecer) passámos por Downing Street, que é a rua onde vive o Primeiro-Ministro Gordon Brown, na casinha nrº 10. Não temos acesso à rua própriamente dita porque está fechada e porque há homens grandes com armas feias à porta...mas lá falei com um desses homens grandes que me disse onde é que era a porta (à frente da árvore de natal) e lá tirei (após 20 tentativas) uma foto meio tremida à porta do fulano...



Após termos estado a falar com o Gordon Brown sobre os problemas da crise mundial, falámos na melhor maneira de eu manter a minha linha, ao qual ele sugeriu travar o consumo de hidratos de carbono...ao que eu respondi: "epah, oh gordon, és um parvo...bou-me embora". Depois eu e a Maria lá seguimos em direcção ao Palácio Buckingham. Apenas digo que o Centro Comercial Fórum de Aveiro bate aos pontos aquilo...O Palácio nem sequer tem um urso de peluche nos portões, como tem a loja Natura no Fórum...e a Rainha nem sequer estava lá no Palácio porque a bandeira não estava içada. Em frente ao Palácio encontra-se o Victoria Memorial que é uma coisa grande, muito gira, que se vê em 20 segundos....e depois vai-se para outro sitio, de preferência quentinho...






(sem urso à porta...a não ser eu...)



(que criação linda...e lá atrás tá o tal memorial... )


Leia Mais…

London Eye


O motivo para ir a Londres, além de querer visitar a cidade, foi de reencontrar uma amiga minha que já não via há mais de 1 ou talvez 2 anos. É uma antiga colega minha de Secundário (10º ano) que é agora uma brilhante advogada. É a Excelentíssima Senhora Doutora Meritíssima Maria.
Então o interessante é que tanto eu como ela tentámos combinar durante MESES um simples café ou um copo por Aveiro sem nunca termos disponibilidade....Sim, porque ela é muito chique para vir ter comigo e tinha sempre um concerto dos James sempre que eu a convidava. Acho que os James deram uns 15 concertos em Portugal num par de meses...Mas pronto, o curioso é que no fim acabamos por nos encontrar em Londres!! Como ela diz: "...de topão!" Bom, seja como for, foi divertido o reencontro...muita coisa se passou desde a última vez que nos vimos; ela virou advogada, eu virei pilantra....

Almocei em casa da super simpática, querida, amável prima dela numa casa com uma vista absolutamente incrível....conseguia ver "mais Londres" dali, do que consegui quando andei no London Eye....minha nossa...que vista fenomenal...

Após o delicioso almoço, lá fui eu e a Maria andar no London Eye, essa grande roda gigante turística que é famosa....por ser grande...e redonda......e assim grande...

Cá estão algumas fotos turísticas:


St. Paul's Chapel (onde me disseram que a Diana e o Carlinhos se casaram. Como não fui convidado, não sei...)



Supositório



House of Parliament


Cabine do London Eye


Deixem-me acrescentar algo que vos pode chocar. É sabido que eu não curto crianças. Isto é, até curto, só não curto crianças quando elas choram alto...particularmente muito alto...então na "cabine" onde nós estávamos, no London Eye, havia um casal que tinha uma "máquina perfeita e muito bem oleada" de fazer barulho. Hoje em dia dão-se pelo nome de "bebés"...Então este "bebé" era tão dotado que aposto que será o próximo Pavarotti, porque as goelas gritavam tão alto que até uma italiana que tava lá exclamou um valente "CAZZO" que em italiano significa isto.

Já sei que tão a dizer: "mas oh joão, tu também foste criança e deves ter sido um traquina". Pois digo-vos já que fui um santinho. Segundo a minha mãe, quando eu era puto e bebé, eu era bastante gordo e passava o tempo a dormir e não chateava ninguém...Era assim:



Ficou por ver o Museu DALI que a Maria tanto queria ver e eu fui um tinhoso que não quis ir ver...Mas ficou prometido que ia lá com ela....

....um dia....

Leia Mais…

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

London City

Este sábado que passou, Londres teve a honra de estar a ser pisada por uma figura ilustre como eu...

Pois é, finalmente visitei o catano da cidade...e digo-vos... Aradas bate aos pontos Londres!!!



Leia Mais…

domingo, 7 de dezembro de 2008

london




...porque já são altas horas da noite..a escrita terá que ficar para outro dia...

Leia Mais…

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

São Nicolau


Amanhã acontecem 3 coisas importantes:

1º - A minha avó materna faz anos! Entra na casa dos 30 finalmente...

2º - Vou até Londres andar no London Eye...

3º - É o dia de Sinterklaas (Saint Nicolas) na Holanda...

...ou pelo menos era o que eu pensava, até eu ter lido, nessa grande enciclopédia rigorosa e factual, que afinal o dia de Sinterklaas (o senhor na foto) celebra-se no dia 5 de Dezembro.

É óbvio que já vos vejo a perguntar: "Mas oh grande mestre Nunão, quem é esse malandro do Sinterklaas? Diz-nos lá, oh grande sábio!"

O Sinterklaas é o Pai Natal original...isto é...ele é o tipo que vai, mais tarde, originar o Pai Natal que nós todos conhecemos...digamos que é tipo o Robert de Niro no Padrinho 2 que vai originar o grande Marlo Brando no Padrinho...esse grande ícone do cinema, além do Paulo Pires como é óbvio...

A primeira vez que soube desta celebração, foi o ano passado, quando estava na Holanda.
A lenda diz que este senhor era um bispo grego da Turquia (isso mesmo, grego da Turquia) e tornou-se o padroeiro das crianças porque conseguia ressuscitar criancinhas da morte e salvá-las da prostituição...

mas ainda há mais...

Ele anda num cavalo branco que se chama, na Holanda, de Amerigo e na Bélgica dão-lhe o nome de "hoje mau tempo"...exacto, leram bem: "hoje mau tempo"...

Tal como o Pai Natal moderno tem os duendes para o ajudarem, este Sinterklaas tem ajudantes anões, ou criancinhas, que são pretas....sim....isso mesmo...pretas...e para se evitar o racismo, há quem diga que são pretas porque se enfiam nas chaminés para meterem as prendas nas casas e ficam com a cara suja (se bem que a roupa continua impecavelmente limpa)..enquanto que o patrão fica no telhado, em cima do seu cavalinho a ordenar as cenas...além de inspirar o Pai Natal moderno, também inspirou o trabalho-infantil...

mas isto não acaba aqui...não não...

O gajo ainda transporta um saco com doces para dar as crianças que se portaram bem e também um conjunto de ramos para espancar as crianças que se portaram mal...muito bom esta cena de dar bargastadas nos putos...

Agora topem esta: o gajo é um bispo grego da Turquia, mas ele vive mesmo em Espanha...sim...em Espanha...e chega à Holanda de barco a vapor montado no seu cavalo branco...

*silêncio*

Pois...e nas cidades holandesas que não têm acesso ao mar, ele faz questão de chegar de comboio, de cavalo, de carroça ou de autocarro...cum catano...de AUTOCARRO!!! Tou mesmo a ver o gajo a sair do autocarro número 12 que vai para Mamodeiro...e se houver greve dos transportes públicos o gajo apanha um táxi...

Além de ser dito às crianças que recebem um saco de sal no seu sapatinho, caso se portem mal, há também a possibilidade do Sinterklaas as meter num saco e levá-las para Espanha onde têm que passar o resto do ano. Meus amigos, eu estive na Holanda a viver e digo-vos que o clima é mesmo uma trampa...por isso a possibilidade de ser levado para a Espanha solarenga, de borla, e passar lá um ano com casa de borla é a melhor prenda que me podiam dar...Eu se tivesse crescido na Holanda passava o tempo a portar-me mal...tipo coisas ruins...como levar a cassete ao club vídeo sem a rebobinar e assim...e depois preparava já as malinhas para no dia 6 de Dezembro ir para Espanha...entretanto tinha-me metido numas aulas de Espanhol para "hablar" com o pessoal de lá e conhecer umas chicas...

Recapitulando e metendo tudo no mesmo saco, vejamos então:

O Sinterklaas é um bispo grego da Turquia que vive em Espanha e chega à Holanda de barco a vapor (ou de autocarro!) montado num cavalo branco. Tem crianças pretas como ajudantes (ou escravas) e além de espancar com ramos as criancinhas que se portaram mal, pode raptá-las, com o consentimento dos pais, e levá-las para Espanha onde passam o resto do ano...Essa coisa de legalizar as drogas leves leva a isto meus amigos...

É mesmo uma tradição aberrante, não acham?

Leia Mais…

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

quartinho

O dia de hoje fica assinalado como o dia em que mudei de quarto. Mantenho-me na mesma casa, apenas mudo de quarto...

O meu quarto "do antigamente":





e o meu quarto actual...



Leia Mais…

domingo, 30 de novembro de 2008

hermanias

Estava agora mesmo a falar com um amigo meu que tinha visto o vídeo com o Herman José a fazer de adepto do Sporting, que coloquei no post anterior. Dizia-me ele: "ai e tal, os Gatos é que estão a rular e os Contemporâneos é que têm piada agora. O Herman está 'morto' em termos de comédia e mediatismo."

Ao que respondi: "epáh, vai-te embora e não me chateies..."

A verdade é que o Herman para mim já não é o senhor da comédia que foi durante 20 ou mais anos. No entanto temos que reconhecer que até ao inicio deste novo milénio não houve ninguém que conseguísse estar lá no topo tanto tempo como o Herman esteve. Talvez porque o nosso país é pequenino e uma pessoa bastava para ser "Rei" e agora deixa de o ser porque há Internets, Youtubes, televisão por cabo, por satélite, etc...talvez porque agora a oferta de entretenimento é tão variada, que o Herman deixa de se destacar no meio...

Concordo que ele tornou-se parolo, convencido e talvez um pouco fora da realidade...Mas a verdade é que admiro o homem pelo que fez, pelas gargalhadas que me deu, pelo entretenimento que me proporcionou ao longo de vários anos. E creio que estar a dizer "ai agora os gatos é que é e o herman não presta" é estarmos a desvalorizar muito rapidamente as pessoas, é estarmos a trocar e mudar de opinião cada vez que o vento muda de direcção...

Os "Gatos" são engraçados e os Contemporâneos também...mas para se ser verdadeiramente uma estrela tem-se que se aguentar estar lá no topo por algumas décadas.

Toda a gente se lembra do êxito Macarena no entanto ninguém deve saber o nome da banda. No entanto se mencionar o nome Rolling Stones, mesmo que não gostem, saberão definitivamente de quem estou a falar...

Quem não se lembra destes?



Êxitos fugazes encontram-se aos montes...uma estrela nasce quando consegue manter o ritmo e consegue manter-se "no topo"...o que é raro...

...muito raro...

Volta Herman, tás perdoado...



Leia Mais…