sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Gripe, Net e Pureza...

Peço a todos desculpa pela falta de actualização.

A questão é que aqui em casa, nós roubamos net do vizinho. E aparentemente o vizinho ou fugiu, ou foi de férias ou morreu...porque não ando a conseguir apanhar nada. Nem sequer um átomo de internet...

Além disso, a semana passada tive na cama com uma gripanza que parecia que o birus vinha armado até aos dentes...

Vou tentar resolver a questão da Internet. Entretanto deixo-vos com este vídeo fenomenal do grande Conan O'Brien que o meu amigo Tiago teve a delicadeza de me mostrar.





Depois de verem esta pérola, metam os olhos neste próximo vídeo que eu encontrei no blog do gajo alto dos contemporâneos...É de um comediante conhecido, recomendo a procura de outros vídeos, e é sobre Religião...ahahahahahahahah




Leia Mais…

sábado, 24 de janeiro de 2009

Realidade vs Ficção

Estava na net à procura de produtos de limpeza para casas-de-banho, quando me deparo com uma noticia chocante na BBC NEWS. Um homem no Noroeste da Bélgica (como se aquilo fosse grande para ter Norte e Sul e o catano) esfaqueia mortalmente 2 crianças e uma mulher, ferindo outras 13 pessoas. É uma verdadeira atrocidade quando se atacam crianças. Digam o que disser para mim uma pena de prisão para quem mata crianças indefesas parece-me pouco.

Mas o que me saltou de bizarro na noticia foi que aparentemente o homem tinha pintado a cara de branco e os olhos de preto ("A man, who is believed to have painted his face black and white" - in BBC News). De repente uma imagem cegou-me o pensamento...






Não pretendo diminuir a tragédia da noticia misturando realidade com ficção. Mas a verdade é que escrevo este post para realçar o facto de as pessoas, por vezes, não conseguirem distinguir a realidade da ficção...

Para quem não sabe quem é o "sorridente" da foto é porque não vive na Terra e por isso deve desligar o computador e ir lá para fora apanhar Sol e falar com as pessoas...

Trata-se da famosa personagem "Joker" interpretado pelo já falecido Heath Ledger no filme Dark Knight (a sequela de Batman Begins). Falo mais acerca do filme lá para o fim do post...

Não quero insinuar que o homem da Bélgica se mascarou de Joker. Apenas quando li a noticia saltou-me à cabeça as inúmeras noticias de pessoas que cometeram crimes (uns menos graves que outros) baseados na personificação de algo fictício. Dou-vos um dos exemplos mais falados nos EUA há uns anos. O do videojogo "Gran Theft Auto".

Este videojogo retrata a vida de uma pessoa que tem que subir na vida através de assassínios, roubos, extorsão e coisas assim más...É um jogo onde a violência é o meio para atingir os fins. Então há uns anos, nos EUA, um adolescente matou um número de pessoas (não sei ao certo o número exacto) e alegou em tribunal que tinha sido influenciado pelo dito jogo. Foi mais uma gota nesse grande oceano de críticas e censura aos jogos, filmes, séries e tudo que possa influenciar a mentalidade de uma pessoa, que eu tenho que chamar de "estúpida".

Desde já excluo as crianças do cenário. Essas ao verem o Super-Homem a voar nos filmes, tentam recriar a cena, atirando-se da janela abaixo. Isto são CRIANÇAS cuja a mentalidade ainda não as permite distinguir ficção da realidade.

O que eu estou a falar são de adultos, grande e vacinados (não contra a estupidez) que gostam de sair para a rua com uma arma na mão e matar, com total tranquilidade, qualquer um que se atravesse no caminho. Ou de outros que gostam de pintar a cara e recriar o seu personagem favorito do último BlockBuster do Verão.

Só um aparte, ainda relativo à censura: também incluo no cesto todas aquelas cenas de palavrões e maminhas à mostra na televisão. Falo nas maminhas porque há uns anos, também nos EUA (claro!), durante o intervalo da final de Futebol Americano, Justin Timberlake tira sem-querer(?) uma parte da roupa de Janet Jackson, deixando assim uma maminha de fora...



A América ficou sem pinga de sangue...Imaginem só...Os EUA a ficarem chocados com o facto das crianças terem sido vítimas a tal exposição. Relembro que aquilo durou 1 segundo sendo a maminha tapada logo pela mão da Janet Jackson. Mas agora vejam como isto me parece hipocrisia. Nos EUA filmam-se perseguições em carros nas auto-estradas em directo, por vezes com vítimas pelo meio. Dão em directo os tiroteios e mortos na Guerra do Iraque e assim. A própria Constituição americana tem uma 2ª Emenda (algo que os Pais Fundadores não incluíram na Constituição) que fornece o DIREITO a qualquer cidadão americano ao porte de uma ARMA DE FOGO. Muitos pais têm orgulho de ensinar os seus filhos a usarem as armas desde cedo...e depois ficam chocados com a exposição de uma maminha (que nem é nada de especial) durante um micro-segundo... Vai para além da minha compreensão.

Mas voltando ao assunto da derivação da ficção em realidade. Aquilo que quero atingir é que há pessoas que simplesmente não conseguem fazer essa distinção e tornam-se perigosas. Agora não podem é dizer que são os filmes e os jogos violentos que tornam as pessoas violentas. Sou a favor de colocarem nos produtos um "aviso" do tipo "M12" ou "Não aconselhado a menores", etc. Mas que seja algo para aconselhar e nunca para proibir. Uma recomendação e uma proibição são termos diferentes. O primeiro fornece a liberdade de escolha enquanto que o segundo restringe essa liberdade.

Já dizia esse génio da comédia, Robin Williams:

"Guns don't kill people, apes with guns kill people "
(Armas não matam pessoas, 'macacos' com armas é que matam pessoas)


Agora desanuviem a cabeça e se não viram "Dark Knight", deêm uma olhadela ao trailer deste magnífico filme, considerado o melhor filme de sempre segundo o IMDB ('biblia' virtual de cinema). Este filme é uma obra de arte para mim e rendeu nos primeiros 18 dias mais de 400 Milhões de dólares...estando em 4º lugar no top dos filmes mais rentáveis de sempre. Tem um argumento cheio de reviravoltas e confrontos internos que me deixam simplesmente hipnotizado. Deve ser o melhor filme que vi em 2008 e um dos filmes no meu top 10. Para aqueles que pensam que é mais um filme de super-heróis e banda desenhada, esqueçam isso. O filme não tem nada a ver com a trampa que se tem vindo a fazer em Hollywood sobre super-heróis. Isto é um filme para os crescidos. Eu classifico-o como um drama. E tomara muitos dramas chegarem aos calcanhares deste filme. Vão pelo meu conselho e vejam o filme. Não tenho mais adjectivos para qualificar o filme. O argumento está simplesmente genial. Além disso tem um leque de actores que respeito e admiro, começando por esse gentleman chamado Michael Caine, passando pelo grande Gary Oldman e Morgan Freeman e nunca exluindo o Heath Ledger que será provavelmente considerado o Melhor Actor Secundário na Edição dos Oscares deste ano.

Como é sabido Heath Ledger morreu em Janeiro de 2008. Ninguém sabe se foi suicídio ou morte acidental por overdose de barbitúricos (acalmantes e sedativos). Há quem diga que a causa para o possível suicídio seria do desgaste psicológico intensivo que Heath Ledger teve que suportar para criar a personagem do "Joker" tão diabólica e arrepiante. Puro mal sem regras e desconcertante. Um jornalista do New York Times referiu alterações drásticas (muitos tiques, muito nervosismo, falta de concentração, distância mental, etc) no comportamento de Ledger. Muitos apontam esta entrevista como um exemplo dessa mudaça radical de comportamento. Mas isto são tudo rumores e aquele que sabe a verdade já não anda entre nós...


Leia Mais…

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

«I , Barack Hussein Obama, do solemnly swear...»



Em 1789 foi eleito o primeiro Presidente dos Estados Unidos da América. O seu nome ficaria gravado para a História e seria lembrado nas notas de 1 dolar. George Washington era esse homem. Passados mais de 220 anos, um outro homem foi eleito hoje o 44º Presidente dos Estados Unidos.

O seu nome é Barack Hussein Obama.



Se Washington estivesse vivo iria certamente estranhar o nome, mas pior seria quando visse a cor da pele do mais recente Presidente dos Estados Unidos da América. Não quero falar da situação racial. Mas creio que num País em que há 60 anos, um negro não podia sequer andar na mesma escola que um branco, creio que é possível constatar que a mudança é radical e muito bem vinda.

Agora a questão é ver se o público americano votou nele por ser a primeira escolha, ou por ser a escolha "menos má" de entre o resto dos candidatos. Ele tem carisma e o dom da palavra...sem dúvida...mas será que pode mudar e influenciar a politica internacional e interna assim tanto? O sistema eleitoral americano "obriga" os candidatos a cederem aos lobbys que contribuem na campanha. Lobbys como a NRA (associação nacional de armas de fogo), Associação Pró-Vida (ou Pró-Escolha), Associação ______ (preencham com a religião que quiserem), etc. Estes candidatos certamente prometeram muita coisa a estes grupos, na esperança de abrirem as suas carteiras. Favores esses que serão agora cobrados. Por exemplo, muita gente especula que Obama (ou melhor, o Sr. Presidente dos EUA) irá resolver o conflito entre Palestina e Israel. Como é sabido, nos EUA, grande parte do poder (económico e politico) está centrado na mão dos judeus. Já sei que parece teoria da conspiração, mas não vamos segregar coisas óbvias com medo de sermos rotulados como anti-semitas e ter a sombra pesada da Segunda Guerra Mundial a pairar sobre nós. Mas se forem ver os nomes em Wall Street, Hollywood e Washington, verão que muitos são de origem Judeia. Pergunto agora que diferença é que pode um homem que foi eleito "com ajuda" destes senhores, pode fazer? Repito mais uma vez que não estou a ser anti-semita...mas devo afirmar em alta voz que sou completamente contra os israelitas neste conflito do Médio Oriente. Não é por acaso que na lista de aliados de Israel verão que só um nome aparece: Estados Unidos da América. Mas isto irei escrever noutro post. Apenas queria salientar que este homem herdou uma Guerra no Iraque para resolver, um conflito eterno entre Israel e Palestina e uma crise financeira pesada. A Sala Oval vai estar num frenesim nos próximos 4 anos. Não é trabalho fácil para aquele que prometeu uma "mudança".



No entanto eu estou aqui para falar da eleição do Presidente mais "bronzeado" da história americana. Não interessa se ele é Democrata ou Republicano. Abraham Lincon aboliu a escravatura, há apenas 147 anos e ele era um Republicano (liberal no entanto). Hoje nas escadas do Capitólio, em Washington D.C., estava o Sr. Obama, que por acaso é negro(!), a fazer o juramento mais importante nos EUA. A assinatura do Tratado da Abolição da Escravatura de Abraham Lincon foi o primeiro degrau que Obama subiu hoje. Nomes como Martin Luther King e Rosa Parks estiveram entre os degraus seguintes que ajudaram Obama a levantar a mão direita...

Não posso dizer mais nada acerca dele. Não quero ser daqueles treinadores que vibram com o primeiro golo da equipa aos primeiros minutos, que pensam que a vitória está garantida. Ainda há muito jogo pela frente e eu estou aqui no meu canto a observar quem é que vai ganhar. Certamente um negro na Sala Oval foi um golo que parecia impossível, mas irei vibrar mais com o segundo golo...

...a ver vamos...




Leia Mais…

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

um dia qualquer...


Estava eu a ir para casa de bicicleta, num sábado à tarde, quando vejo algo a "dançar" no canto do olho. Por acaso trazia a minha câmara comigo. Sei que não é original, mas...

...foi isto o que vi...

(com som)




video

Leia Mais…

sábado, 17 de janeiro de 2009

Comentário Caótico

"Aleatoriedade torna-se mais organizada quanto maior for a complexidade do sistema"


Como é sabido, o que escrevo no meu blog toca a vida de milhares de pessoas. Se repararem bem, sabem que o meu blog influência toda uma série de factores que afectam o mundo que conhecemos. Foi o meu blog que fez o Barack Obama chegar a Presidente dos Estados Unidos. Foi o meu blog que inspirou o gajo que atirou o sapato ao Bush. Foi o meu blog que causou o aquecimento global. Dito isto, apenas posso ficar honrado com um comentário que o meu querido Tio escreveu em relação ao último post que publiquei. Não foi um comentário qualquer. Em vez disso, foi mais uma pequena dissertação em relação as minhas palavras...

Assim sendo, decidi não publica-lo como comentário, mas sim publica-lo como um post. Não foi feita qualquer alteração ao texto.

Apreciem...


"…Bem…tenho que admitir que sinto uma certa invejazinha de não estar nesse teu lugar privilegiado, que sabes muito bem aproveitar…e ainda bem ;) …

Contudo, deixa-me relativamente satisfeito perceber que EU estou, entre outros, na base desse teu “sucesso” académico e intelectual, que, sinceramente, muito prezo..até porque, em sequência da tese elaborada por Richard Dawkins no seu livro ‘O Gene Egoista’ que EU muito amavelmente te emprestei para que pudesses treinar esse teu intelecto, (que, dogmaticamente, advém dos genes que partilhas COMIGO), tu és apenas uma extensão genética do que EU sou ou seja…no fundo, e indo ao cerne da questão, EU utilizei-te para chegar onde não consegui por motivos ambientais (Pais que não queriam que estudasse mais que o 12º ano, ambiente politico desfavorável, preço das viagens aéreas elevadíssimos etc, etc e etc…)

Ou seja, e concluindo, não és mais do que uma continuação temporal e espacial do que EU sou, ficando assim satisfeito por chegares onde chegaste…
Como ves, sei apreciar e orgulhar-me de ter um sobrinho assim…e ao mesmo tempo perceber que só és assim porque EU o sou também intrinsecamente.

Bem, quanto à história do que é a premissa verdadeira ou falsa, digamos que cheguei a um epílogo há muito tempo, por simples observação empírica das conclusões a que muito académicos em grupo, ou individualmente, chegam após estudos aprofundados de temas comuns… a premissa que mais perto se encontra da verdade é que todas as hipóteses (sérias), por mais inverosímeis que possam parecer, tem um pouco de fundamento na conclusão final do estudo… por alguma razão é que a preposição cartesiana e darwinista de que o erro é o bloco de construção da evolução ainda não foi refutada, e é observável diariamente…
Queres que eu te empreste o ‘Caos’ de James Gleick? Já te sentes preparado para ele agora? Será que consegues chegar à ideia filosófica existente na essência dessa matemática?

Meu filho, (salvo seja!!), a verdadeira ‘permissa’ das coisas está na unificação das ideias que emergem da multidisciplinaridade, quer das ciências, quer, fundamentalmente, dos pensamentos do Homen… enquanto o Homem não conseguir atingir a aptidão de trabalhar verdadeiramente em grupo, sem fins ‘egoistas’, mas sim com a capacidade de o fazer tendo uma perspectiva abrangente do que o motiva a procurar respostas no empirismo das coisas, as conclusões dos estudos continuaram a demorar 10 anos, ou mais, a surgir…a não ser que existam pelo caminho momentos de sorte.

Não sou possuidor da verdade, mas tenho o palpite, mais ou menos experimental, que a verdade das coisas é relativa, dependendo do ponto de vista do observador, e que a organização dessas mesmas coisas obedece a um principio de base comum: a aleatoriedade… Aleatoriedade essa, que se torna mais organizada quanto maior for a complexidade do sistema, pela própria definição de complexidade. Um conjunto de muitos mecanismos aleatórios de pequena escala, tendem a formar um sistema complexo mensurável, que por si se torna, em conjunto com outros, em sistemas cada vez mais organizados e cuja quantificação se torna mais fácil…consegues percepcionar nesta história toda a 2ª Lei da Termodinâmica?...ou talvez Leis de Dinâmica de Fluidos?...e quem sabe leituras sobre aquele monstro que criamos chamado ‘Economia’?...e mesmo regras estabelecidas para a previsão de sistemas meteorológicos, que curiosamente se assemelham e de que maneira aos sistemas económicos?...mas nem vamos mais longe, consegues percepcionar nesta lengalenga toda a construção onto e filogenética de um ser vivo?...

TESTE: Quanto mede a Costa Atlantica de Portugal? 800Km?...será? então mede-a com uma regua de 1 cm...todas as reentrâncias de 1 cm somadas darão quanto? pois...

Pois é…pensa e verás que afinal de contas as coisas, a forma como se organizam e evoluem tem na verdade muito em comum umas com as outras…olha para o perfil de uma arvore tipo um carvalho, e verás que o crescimento da sua ramagem, geometricamente, se assemelha muito ao delta de um rio, ou às ramificações do nosso sistema circulatório…e isto é um exemplo visual, que podes verificar in loco, e tendo em conta a ampliação que fazes dessas imagens…agora extrapola isso para o universo abstracto das matemáticas, físicas e outra ciências abstractas e verás o mesmo perfil…

EU, empresto-te o ´Caos’…ehehe…tudo é uma questão de nível e de complexidade de organização…mesmo o pensamento..nada mais…e essa é a premissa de base.
E fico-me por aqui…deveria ter escrito isto era no meu blog…mas como quem o lê provavelmente não conseguiria interpretar nada do que escrevi, mais valeu adoçar-te um pouco a boquinha para o outro livro… "


...e ficou dito...

No entanto sinto-me tentado a explicar o Teste da Costa Portuguesa. Basicamente podem ir ao Google Earth e medir, com o auxilio da Régua do programa, a Costa Portuguesa. Irão ver que se estiverem a uma grande altitude e "traçarem" uma recta de Norte a Sul, verão que ao aproximar a imagem (redução de altitude) a recta já não ocupa o comprimento da costa por inteiro e que afinal precisa de ser puxada em cada extremo, aumentando assim o valor da distancia da Costa. Se após isso aproximarem ainda mais, verão que a recta precisara novamente de ser esticada no sentido dos extremos...e assim por adiante, ate chegarem ao nível atómico... sendo que matematicamente essa medição estende-se infinitamente.

Aproveito também para explicar a geometria da ramagem de um carvalho e a sua semelhança com o delta de um rio. Leonardo da Vinci explicou e demonstrou este fenómeno. Basicamente quando um rio se divide em dois caudais, a soma do volume desses dois caudais, será igual ao volume do caudal que deu origem aos dois caudais. O mesmo se passa em qualquer divisão natural deste tipo. Parece simples, mas demorou tempo a ser observado...

Leia Mais…

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

I shook the hands of Prof. Noble...



Devo confessar que cada vez mais gosto de estar em Cambridge.

Fui assistir, esta tarde, a uma palestra com o Professor Emeritus Denis Noble, da Universidade de Oxford em Inglaterra. Este senhor é simplesmente um pioneiro em Sistemas Biológicos e foi o primeiro a criar um modelo matemático para o funcionamento do coração humano. Até agora nada de mais. Pessoas assim existem aos quilos em Cambridge. Só eu peso uma tonelada. O que muda nele foi a palestra que deu....

Existe aquele esteriótipo do cientista que é um génio mas depois falha na capacidade oratória e social, isto é, sabe a tabela periódica toda mas não sabe depois comunicar o seu conhecimento com uma plateia. Um bom professor não é aquele que sabe tudo sobre tudo, mas sim aquele que consegue transmitir o seu conhecimento a um dado público leigo.

Então geralmente o que acontece nas outras conferências é que eu a meio costumo adormecer e no fim da conferência ninguém ter qualquer dúvida a colocar, visto que não se entendeu (por falta de capacidade oral do professor) patavina do que foi dito...

O que aconteceu hoje foi uma das mais estranhas e excitantes palestras a que assisti. Isto porque ele conseguiu inverter alguns conceitos que tinha como dogmas...Para vos dar uma amostra clara do que estou a falar, deixem-me primeiro abordar o tema acerca dos genes...Podemos partir já desta definição: "o que é um gene?". Alguns dirão que se trata de um pedaço de DNA, outros dirão que se trata de um fragmento genético RESPONSÁVEL por uma função no corpo, tipo a côr dos olhos ou o tom de pele...Um organismo como o corpo humano possuí em todas as suas diferentes células somáticas (células hepáticas, musculares, nervosas, etc) a mesma cópia de ADN. Como é sabido, o ADN tem uma função vital no funcionamento do organismo. O ADN é como a planta de uma casa a partir da qual é construida a casa (o organismo). A principal função do ADN é codificar PROTEÍNAS que basicamente irão ser os "trolhas" que constroiem a casa...Este é um dos dogmas da Biologia:

ADN -> Proteínas -> Função no organismo

Agora introduzo aqui o conceito de GENE EGOÍSTA que foi tão popularmente difundido através do livro de um dos meus ídolos da ciência que é Richard Dawkins (também ele professor na Universidade de Oxford). No seu livro "O Gene Egoísta", Dawkins demonstra que os genes estão no centro da evolução afirmando que os organismos são máquinas que obedecem criteriosamente aos mandamentos dos seus genes. Que o objectivo principal é a sobrevivência e propagação do máximo número de genes. Para dar um pequeno exemplo, talvez para aguçar o apetite, pergunto-vos porque é que nos preocupamos tanto com o bem-estar dos elementos da nossa própria família, com relevância para os parentes mais próximos (tipo pais e irmãos) ? Porque é que numa situação de sobrevivência tendemos a sacrificar-nos em prol dos nossos filhos e irmãos? Se estivessemos no deserto, porque é que estariamos dispostos a dar o nosso último litro de água a um parente próximo do que a um estranho qualquer? A razão apresentada no livro de Dawkins é porque os nossos parentes, especialmente os mais próximos, partilham um maior número de genes iguais aos nossos e portanto ao fornecermos o nosso último litro de água aos nossos filhos, estaríamos a aumentar a probabilidade de sobrevivência deles e consequentemente aumentar a probabilidade de propagação desses genes. É claro que isto é uma visão muito geral e superficial, teriamos que considerar uma infinidade de factores que estariam em jogo, como factores sociais, físicos, religiosos, etc. No entanto é sabido que há organismos que se sacrificam em prol das suas crias...Há insectos que se "deixam" comer pelas suas crias para lhes fornecer alimento nos estágios iniciais das suas vidas. Creio que até há aranhas que fazem o mesmo (aranha é um aracnideo e não um insecto).

Mas já estou a divagar muito. Basicamente de acordo com a visão de Dawkins o gene comanda o organismo no sentido que fornece ao indivíduo a base de dados essênciais para a sobrevivência do organismo. E eu sempre compreendi e aceitei esta visão (mas nunca no sentido lato).

O que aconteceu hoje a tarde é que as minhas perspectivas inverteram-se, ou pelo menos novas perspectivas foram criadas...

O que o Professor Noble tentou demonstrar foi este conflicto de ideias:

Gene controla o Organismo vs Gene é PRISIONEIRO do Organismo

O que se pode tentar extrair daqui é que não há nenhuma tentativa EMPÍRICA, que possa explicar, hoje em dia, qual das duas premissas está correcta.

A primeira premissa deriva do Dogma da Biologia em que o Gene "cria" as protéinas que depois executam as diferentes tarefas no organismo que o permite evoluir e sobreviver. Mas se invertermos essa perspectiva, podemos então aceitar o facto de que o ADN sem a sua célula (egg cell) não é nada. Não podemos colocar o ADN numa panela com água a ferver e sair de lá um homem inteiro... O ADN necessita de uma célula para se desenvolver, a célula com as suas membranas e todos os seus organelos ajudam de forma vital no funcionamento correcto do ADN. Aqui colocou-se a pergunta: "O que é que apareceu primeiro? O ADN ou a célula?". A verdade é que ninguém consegue responder a essa pergunta...Depois cá fora na discussão no bar, estive a falar com um professor americano de Harvard que me colocava este ponto de vista em que não é o ADN que "cria" as proteínas, mas sim as células que "criam" as proteínas. Fazem isto porque chegam a um ponto em que necessitam de moléculas protéicas (para atacar estranhos organismos, crescer, multiplicar, etc.) e OBRIGAM o ADN a codificar mais proteínas...pondo assim o ADN em posição de "escravo" da célula...

Pode parecer simples, mas no fundo é uma inversão no dogma central da Biologia em que é o ADN que comanda todo o organismo. Não significa que qualquer das premissas que mencionei acima estejam erradas, apenas podemos ver a coisa por diversos ângulos e neste caso particular não há experiência física e real que possa determinar quem é "escravo" de quem.

Dou-vos a metáfora do Cubo de Necker que se encontra n' "O Gene Egoísta":


Esta figura não passa de um padrão bidimensional de tinta em papel (neste caso virtual) , mas é apreendido como a imagem tridimensional de um cubo transparente. Se fixarmos este cubo durante alguns segundos, verificamos que as suas faces tomam outra orientação. Se continuarmos a a fixá-lo, o cubo volta então à posição original. Ambos os cubos são compatíveis com a informação bidimensional existente na retina e, portanto, o cérebro alterna alegremente entre eles. Nenhum deles é mais correcto do que o outro. Aquilo que quero dizer com esta metáfora é que existem duas maneiras de encarar o problema: sob o ângulo do gene e sob o ângulo do organismo. Quando adequadamente compreendidas, estas maneiras são equivalentes; duas perspectivas de uma verdade única.

Normalmente estas palestras começam às 16h e acabam às 17h. O convidado expõe o que tem para dizer em 45 minutos e depois deixa os últimos 15 minutos para a discussão onde o público tem a liberdade de colocar perguntas ao convidado. A seguir a isto, segue-se um momento no bar com bebidas e snacks à disposição de forma a fomentar uma discussão mais pessoal com o convidado, não mais que 30 minutos. A palestra de hoje começou com o Prof. Noble a cantar uma música francesa e a iniciar o seu tema que demorou 45 minutos. Isto porque Noble queria deixar tempo para serem colocadas questões. E assim foi, o tema suscitou tanta curiosidade que passamos 45 minutos dentro da sala a discutir pontos de vista. Após isso seguimos para o bar, em que das 100 pessoas que assistiram à palestra, apenas umas 10 foram para o bar... No fim já era só eu, o meu professor John Rogers, um colega de Evolução, outro de Fisionomia Aquática e o Prof. Noble a discutir fervorosamente os diversos pontos de vista. Foi notável. De entre os copos de vinho que todos metiamos para o bucho, eu parava para pensar no previlégio que era estar ali ao lado de um "quase-nobel", alguém foi pioneiro em matérias que eu estudei na Universidade, nomeadamente na Fisionomia Celular e Biológica, alguém que teve como juri de tese o Laureado Sir Alan Hodgkin (que também é o nome do auditório onde decorreu a palestra) e foi juri de tese desse grande meu ídolo chamado Richard Dawkins. Além de tudo isso, conseguiu inverter na minha cabeça alguns conceitos que assumi como dogmas...

Estivemos ali a falar todos durante 1h30...mais do que a duração da palestra em si...

No fim apertei-lhe a mão e agradeci-lhe pelo bom momento...

Leia Mais…

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

O meu natal...

Estar em Inglaterra está a ser "de topão"!! Cambridge é uma cidade acolhedora, com um espírito académico simplesmente fabuloso. Daqueles que eu gosto mesmo!

Ainda esta sexta-feira tenho uma festa num Colégio (St. Catherines) em que o tema da festa é a "Disney". Tenho que me disfarçar de qualquer coisa. Acho que vou de Génio ou de Monstro (assim não perco tempo a disfarçar-me).

Embora Itália esteja naquele patamar surreal e fantástico, devo dizer com todo o orgulho que Cambridge está a ser uma excelente experiência. Muito melhor que a experiência da Holanda.

Mas mesmo assim, o que mais me faz falta aqui...é o mar... Nasci e fui criado com ele...tenho "fome" da água...sempre que posso estou lá a nadar que nem um pato...

E acho que tem algo de misterioso. As ondas, sempre a baterem, sempre abraçar a areia...São testemunhas silenciosas da História.

Por isso, como não podia deixar de ser...tive que me encontrar com o mar...


video


faz-me falta...

Leia Mais…

Exemplo de Vida

Opah...recebi hoje um email de uma amiga que achei um piadão!!

Então começa assim:

Quem é o teu exemplo de vida?

Não vejas as respostas, antes de realizar o "teste" e por favor não te enganes nas contas!!!...Se fores mau a cálculo, pega na calculadora!

1) Escolhe o teu número preferido de 1 a 9,

2) Multiplica por 3,

3) Soma 3 ao resultado

4) Multiplica o resultado por 3

5) Soma os dígitos do resultado e fixa o nº final

Agora vê em baixo o número que corresponde ao teu Exemplo de Vida:

1. Einstein

2. Nelson Mandela

3. Ayrton Senna

4. Helen Keller

5. Bill Gates

6. Gandhi

7. George Clooney

8. Thomas Edison

9. João Nuno

10. Abraham Lincoln


AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

piadão!!!

Leia Mais…

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Natal Piroso

Sinto que tenho que me redimir pelo meu atraso nas actualizações do blog. Por isso mesmo vou colocar aqui um vídeo que fiz uns dias antes do Natal. Sinceramente não era para o meter aqui, mas visto que não tenho internet nestes dias, sinto que devo colocar aqui alguma coisa entretanto...para encher chouriços...
Por isso, por muito secas que sejam as piadas, cá vai....


video

Leia Mais…

sábado, 10 de janeiro de 2009

mil desculpas

Peço muita desculpa pela ausência. O problema é que em Portugal não estava em casa e não tinha Internet ao meu dispor e agora de regresso a Inglaterra também me encontro sem net em casa. No entanto tenho algo para mostrar dentro de pouco tempo.

fiquem ligados....

Leia Mais…