quinta-feira, 30 de abril de 2009

Desfile Enterro

Houve um ano em que no dia do desfile do Enterro o homem que tirava sempre as fotografias para o álbum académico (o "fotógrafo oficial") morreu. Morreu momentos antes do desfile começar ao pé do Jumbo. Aconteceu há coisa de 3 anos atrás... Ficou decidido que o desfile iria ser feito em silêncio total para demonstrar o respeito.

Foram milhares de vozes que caminharam entre o Jumbo/Glicinias e o Mercado Central em silêncio (quase) total. Há sempre um bêbado ou outro que nunca sabe o que se está a passar. É como os minutos de silêncio no futebol. Há sempre um rabeta que se põe aos berros, não porque tem alguma coisa de importante de dizer ao mundo, mas sim porque é um imbecil.

No entanto, devo dizer que por muito que tenha apreciado o incrível esforço e acto de solidariedade por parte de milhares de estudantes universitários (que tantas pessoas apelidam de selvagens bêbados), não concordei que se tivesse feito o desfile em silêncio. Aquela noite é a noite dos estudantes. Fala-se naquele desfile durante o ano todo. Trabalham-se nos carros durante dias e há muito esforço dedicado para aquela única noite académica.

Devia-se deixar os alunos viverem aquela noite à sua maneira e respeitar a morte no dia seguite e prolongar esse luto durante vários dias se assim fosse necessário.

Vamos lá ver como é que vai ser hoje...

Convido todos os meus (milhares de milhões) de fans a lá passarem hoje a noite...



1 Comentarios:

vodkat disse...

O desfile deste ano foi uma merda!!!!!

Tenho dito!
Eu tava lá e vi!!E
E parecia que outro gajo morreu-se outra vez, pq tava tudo quase calado tambem!! bahh

parolos.