quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Feliz 250 posts

Este será o Post nr. 250, o que representa 1/4 de milhar de posts aqui no nosso estaminé. É qualquer coisa como:

meio(meio) milhar ou (1/2)(1/2)(1000) ou ainda ((1/2)^(-1))/8)(1000)

São 250.

Desde o dia 9 de Novembro de 2008 que já se passaram mais de 9 meses. Embora como eu não tive acesso em casa à Internet nos meses de Janeiro e Fevereiro, eu gosto de considerar que o blog só teve basicamente 6 meses de vida.

"Então mas oh Grande João, como é que podem ser 6 meses se tu apenas subtraíste 2 meses?"

A verdade é que nos meses de Dezembro e Julho, eu estive 2 semanas fora em cada um deles. Um foram as férias de Natal e no mês de Julho foi o regresso a Portugal e a ida a Barcelona. Por isso é que considero 6 meses de vida e muita palhaçada por aqui.

Em média foram escritos 1,4 posts por dia. O que dá muita letra por minuto a ser escrita só com o intuito final de colocar um sorriso na vossa cara. Eu devia de ser pago catano!

Para finalizar estes primeiros 250 pequenos capítulos do blog, gostaria de vos dizer aqueles que me deram mais prazer em escrever. A lista é comprida e embora goste de colocar vídeos, a verdade é que são um trabalhão para os editar, cortar, colocar a musiquinha, etc. E embora também goste de escrever curtos textos, a verdade é que a essência encontra-se nos textos longos. São esses que trazem um pouco de sumo mais filosófico aqui para este cantinho virtual.

Existem pelo menos 3 posts que gostei bastante de escrever/fazer ao qual os passo a citar de seguida:

Saturday Night Fever - Este vídeo foi o primeiro de uma série. Marca o início de "fazer" posts. em vez de os escrever. Naquele momento pensei porque raio iria escrever uma situação que só vista é que teria gozo e por isso resolvi filmar o que se passava naquele momento lá em casa. Deste modo abri as portas da minha casa a todos aqueles que se encontravam a milhares de km de distância. Naquele momento a minha casa era a vossa casa...

Professor Noble - Este creio que foi o primeiro post em que escrevi como oh catano. Dando início assim aqueles posts enormes cheios de implicações filosóficas. A verdade é que não me apercebo do texto aborrecido que se torna para os leitores porque normalmente estou demasiado excitado quando os escrevo. E este post dá para notar que realmente o encontro provocou um impacto positivo em mim. Foi a minha primeira experiência de um Professor a sério. Por acaso ele é de Oxford, mas não tem mal.

Cristo - A religião é aquela coisa. É aquele assunto que gosto de mergulhar, porque me parece sempre, com uma certa arrogância, que tenho razão. Dá-me gozo saber que possuo os argumentos mais válidos e lógicos da discussão. E embora eu não tenha que provar nada, dá-me prazer envolver-me numa discussão de teor religioso e este post para mim remata de uma vez por todas a soma total das minhas convicções e argumentos. Embora mais tarde escreva mais qualquer coisa para aprofundar alguns aspectos de alguns argumentos, como o Russell's Tea Pot e assim, o cerne da questão "Religião Cristã" é atacada e creio que é derrotada sem margens para dúvidas. (Arrogância à parte, é claro)

Embora tenha referido 3 dos melhores posts que já escrevi/fiz, a verdade é que tantos outros foram um prazer para os meus dedos. Não posso deixar de referir o post sobre o Sócrates, em que recebi mais comentários e mais discussões fora do blog, através de mails e messenger. Foi um prazer escrevê-lo e senti-me aliviado, porque de certa forma tornou-se moda portuguesa atacar os governantes que estão no poder e não conseguia ver o Sócrates do modo demoníaco como toda a gente o vê e sinceramente pensei que algo de errado se passava comigo. Depois é que vi que ele foi o primeiro a dar um murro na mesa, levantar-se e começar a fazer algum trabalho a sério. E foi esse trabalho a sério que incomodou muita gente que pensava que tinha a vida garantida de malandrice.

Após meses de escrita e de palhaçada, sinto-me que tenho uma família por aí invísivel. Dos mais de 5 mil visitantes que por cá passaram a clicar pelo blog, devo agradecer 4 mil à minha Mãe e os outros mil a mim mesmo.

Espero que continuem desse lado e se tiverem reclamações a fazer, lembrem-se:

"Este estabelecimento NÃO tem livro de reclamações."

Agora venham lá mais 250 posts...



0 Comentarios: