quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Turritopsis nutricula...



Gostariam de ser imortais?

Seria porreiro durante os primeiros tempos, mas depois todos os nossos amigos e amantes iriam morrer e com certeza que nos iríamos fartar de estar sempre a repetir o mesmo processo de conhecer nova malta e de ver a RTP Memória.

Mas será mesmo concebível esta coisa de imortalidade?
Aparentemente, sim.

Deixem-me apresentar um bichinho bastante interessante: Turritopsis nutricula.

Este bicho é um hidrozoário e mede apenas cerca de 5mm.
Turritopsis nutricula é talvez a única criatura orgânica que é virtualmente imortal.

Deixem-me explicar:

Um hidrozoário começa por ser um pólipo. Uma daquelas coisas que se agarra às rochas e abana consoante a maré. Depois desta fase converte-se em adulto e em medusa, nadando livremente para onde quiser, tipo para a Costa Nova.
Normalmente, as medusas morrem após se terem propagado, mas Turritopsis reverte para um estágio de imaturidade sexual (pólipo) após ter atingido o estágio sexual maturo (adolescência, para os amigos). Para algo mais detalhado, clicar aqui.

Basicamente consegue rejuvenescer-se. E para além disso, Turritopsis consegue fazer este ciclo indefinidamente, convertendo-se na primeira criatura imortal.
É o mesmo que uma borboleta transformar-se em larva novamente.

Esta medusa consegue isso devido ao fantástico e maravilhoso processo celular denominado de transdiferenciação. É por estas coisas que sou um apaixonado por biologia. Nada se compara aos incríveis fenómenos que minúsculas células conseguem fazer. Parece que não há impossíveis quando lidamos com a Natureza. Por isso quando virem uma pequena medusa de 5mm a nadar à vossa volta, façam o favor de parar e contemplar a imortalidade...

Se acreditam na reencarnação e se gostarem de imortalidade, escolham ser então uma bela e suculenta Turritopsis nutricula.


0 Comentarios: