quarta-feira, 24 de março de 2010

Post 500 !!!


Canárias

Já me estava a preparar para ir para a cama quando vejo algo de extraordinário, aqui no blog. Este post que estou a escrever neste momento, é exactamente o post número 500.
Imaginem só meio milhar de artigos e parolices. É algo de absolutamente incrível por duas razões:

1. Nunca pensei que este blog iria durar tanto e desse para tantos posts.
2. Estar a escrever o 500º post é especial porque isto é mais uma aventura virtual onde eu e vocês estamos juntos nessa auto-estrada chamada de internet.

Juntos podemos ver, ler, escutar e sentir emoção neste blog. Desde os primeiros passos inocentes em Novembro de 2008 até ao início da Primavera de 2010, já foram escritas mais de um milhão de palavras, todas elas dedicadas a vocês desse lado que me honram quando entram aqui através do vosso dedinho...

Sei que a minha escrita não é das mais fáceis, mas eu não tenho o dom da escrita. Tenho o dom de outras coisas, como por exemplo não deixar o arroz colar no fundo da panela...

Queria deixar aqui algo de especial, mas não encontrei tempo. Por isso deixo-vos um vídeo que une alguns dos mais importantes pilares que sustentam este blog: cinema, música e dança. E ainda vem com o bónus de estar dobrado em espanhol (o que simbolicamente representa a minha fase espanhola aqui nas Canárias).

Trata-se da parte em que os nomeados para Melhor Som (as tais bandas sonoras que me apaixonam) são apresentados através de um grupo de dança. Mas atenção que isto não são parolos que mexem os braços e as pernas feitos parvos. Isto tem estilo e classe.

Compreendo que não seja interessante para vocês, mas é imperativo que vejam a parte dedicada à banda sonora do filme UP (que acabou por ganhar o Oscar) que vai desde o minuto 4:12 até ao minuto 5:28 do vídeo. É apenas 1 minuto e 16 segundos de pura arte. Não precisam de estar a ver mais nada, mas é importante que vejam essa parte fantástica. Reparem no puto de boné. Um mágico na arte da dança...

Simplesmente divinal a coreografia.




E que agora venham mais 500 posts...

Leia Mais…

Bazar 24h

Ao lado da minha casa, aqui nas Canárias, encontra-se um pequeno supermercado dos chineses. Ali compra-se o mesmo que numa mercearia local.
Não vou começar a divagar sobre a loja dos chineses. Se podem ter os seus negócios, então que sejam muito felizes...

A verdade é que este supermercado deveria estar aberto 24 horas por dia.
Foi por isso mesmo que tirei esta fotografia, quando o supermercado se encontrava fechado, às 15h da tarde.





Se calhar na China o dia começa às 10h e termina à 00h. E aí dentro dessas 14 horas 'ocidentais', estão comprimidas 24horas quânticas...
Depois também tem aquele pormenor se ser um estaminé aberto 24horas (mas apenas 14horas por dia) e de se encontrar fechado às 15h da tarde...

Isto aqui é só coisas fascinantes...

Leia Mais…

A foto mais antiga do mundo...

Por falar em fotos.
Coloco aqui a foto a primeira foto a ser tirada na História da Humanidade...
Com quase 200 anos de existência (1826), esta foto foi tirada e desenvolvida pelo francês Joseph Nicéphore Niépce. Ele chamou a este processo de "heliografia" e demorou mais de 8 horas para ser concluído.



O primeiro registo de uma realidade que antes nunca tinha sido capturada. Até aquele ponto, nunca o Homem podia mostrar aos outros o que realmente via pelos seus próprios olhos. Pinturas e representações não ilustram a pureza de uma foto. Poder ter um instante do mundo nas nossas mãos é algo de notável. A verdade é que subestimamos o poder de uma foto. Para mim, uma imagem vale realmente mais do que mil palavras. Vale muito mais do que um filme.

Uma foto é um instante que foi capturado em menos de 1 segundo. É a tatuagem da realidade na qual estávamos inseridos quando tiramos a foto. Numa foto há espaço para interpretações. E essa é a beleza. Podemos tentar imaginar o que teria acontecido antes e depois da foto.

Acima de tudo, uma foto é um registo. É uma nota no nosso calendário da vida. É um instante que será recordado para sempre, na mais perfeita resolução e brilho..

Leia Mais…

Photo XXXIV

Como chatear Jack Nicholson.


(pista: reparem na foto para autografar)

Leia Mais…

O local mais seco do mundo...

Vou mostrar-vos imagens do lugar mais seco do mundo. Tentem adivinhar que local é.







a) Deserto no Norte da Índia
b) Deserto no Nordeste dos EUA
c) Deserto na Antárctida.
d) Deserto em Aradas
e) Deserto na região do Tibete

Pois é.
Para quem disse deserto em Aradas, enfie já um garfo no olho.

A verdade é que por mais irónico que pareça, o local mais seco da Terra é exactamente na Antárctida (sim, esse mesmo, onde os pinguins vivem e tal).
As imagens são de um local na Antárctida chamado de Dry Valleys (creio que em português lhe chamam de Vales da Morte) situam-se no interior da Antárctida e não vêm a chuva há mais de 2 mil milhões de anos (2 000 000 000 anos). Com excepção de um pequeno vale com um lago lá no meio. A razão para a falta de humidade (seja chuva, gelo ou neve) deve-se aos ventos que por ali circulam a mais de 320 km por hora, evaporando toda a espécie de água...


Leia Mais…

Mundo Muçulmano...

Hoje quando fui a verificar o mail, tinha mais de 60 emails não-lidos na minha caixa de entrada. Entre esses 60, existiam 3 que continham um vídeo.
Este:



Para quem não está com paciência para o ver, eu faço um resumo.
Um brasileiro começa a falar sobre o facto de que uma civilização não sobrevive se não tiver uma taxa de natalidade superior ou igual a 2,1. Diz que os países da Europa não atingem essa cota e que essas civilizações/culturas irão desaparecer. Os espanhóis vão desaparecer, os franceses, os ingleses, os alemães, etc.

Depois diz que como as civilizações desaparecem, também desaparecem as culturas associadas a essas civilizações.

Depois entra a parte em que diz que a cultura islâmica está a crescer e multiplicar-se a um ritmo louco. Diz também que dentro de em breve, quase tudo será muçulmano...
Por fim diz que nós, cristãos, temos que parar esse crescimento.

...

Num dos emails que continha o vídeo, vinha a frase:

"Muito interessante...Não é que não saibamos mas faz impressão que nos confirmem."

Devo confessar que a interpretação pode ser bastante ambígua, podendo referir-se ao facto de que um vídeo destes causa realmente impressão pela quantidade de racismo, xenofobia que contém, ou se a frase se refere ao facto de que realmente faz impressão saber que a cultura europeia está a morrer nas mãos de muçulmanos devoradores de meninos...
Vou deixar a frase nas mãos de uma literatura aberta e não tirar quaisquer ilações...

Voltando ao vídeo em questão, apenas posso afirmar que a ignorância é preconceito. Digo isto porque muçulmanos não são aqueles que se mandam contra as torres da América. Não são aqueles que obrigam as mulheres a andarem de burka. Também não são aqueles que cheiram mal e têm sempre a barba por fazer.

Não é por meterem islamistas conhecidos a dizerem que os infieis devem morrer porque Alá é o Deus certo em que devemos acreditar. Não é por meterem o Bin Laden como bandeira nacional do islamismo que devemos rotular de muçulmanos todos aqueles que pensam como Bin Laden. Posso meter aqui a Inquisição, as Cruzadas, todos os cristãos extremistas que assassinam em nome do seu Deus.

Kadhafi é um idiota e aparece no filme a dizer uma treta qualquer sobre dominar o mundo. Ele é um extremista e não representa o Islamismo, tal como Hitler era cristão e não representa o cristianismo. Porém, posso encher este post com frases altamente racistas de Hitler. Não o faço porque era estar a perder o meu tempo e o vosso.

Leiam um bocado de história e vejam que enquanto que os muçulmanos dominaram Espanha e Centro Sul de Portugal, que os valores culturais e individuais de cada um eram respeitados. Além disso fomos nós, os cristãos, aquando das Cruzadas que coziam mulheres e crianças no seu próprio sangue a ferver. Lembrem-se de onde vem a Álgebra e a Medicina. Lembrem-se o Islão promove a busca intensiva do conhecimento. Lembrem-se da Inquisição cristã. Não me façam passar por palhaço...

Não estou a defender o Islamismo ou o Cristianismo. Muito menos o Judaísmo. Mas a verdade é que temos que parar para pensar um bocadinho. Apenas isso...

Por isso não me venham espetar com vídeos hiper-mega-über racistas/xenefobos. Já me bastam os milhares de mails sobre como aumentar o meu pénis em 400%. Não preciso de propaganda cristã ridícula e altamente estúpida.

No entanto, a secção dos Comentários está aberta a possíveis argumentos.
Estarei aqui, deste lado, à espera...

Leia Mais…

Humor no Exército...

A imagem que temos de um exército pode ser bastante diferente da do nosso vizinho. Uns pensam que são a linha de defesa, outros pensam que são os que trazem e espalham a guerra e a violência.

Para mim é algo de relativo, como tudo. Sinto um grande respeito por uma pessoa que está disposta a submeter-se a horas de agonia, terror, tiroteio, violência, medo e mau-estar para o bem da pátria que defende...

Este post serve para ver o lado mais divertido do Exército. Não do nosso, mas do americano, que é o mais famoso.



























Leia Mais…

Canivete romano...

É do conhecimento geral que quem inventou o canivete suíço foram os suíços.
Eu ainda penso que foi o McGyver.

Seja como for, os arqueólogos descobriram algo surpreendente debaixo da terra. Era um pedaço de poia de um camionista. Mas mais abaixo descobriram o canivete dos antigos Romanos. Datado por volta de 200 A.C., este canivete pertencia ao exército romano e era feito de prata e tinha uma lâmina de ferro. Também tinha uma colher, uma faca, um espeto retráctil, uma espátula e um pequeno palito.

Pequeno, prático, mas não muito estéril...mas em bom estado para algo com mais de dois mil e duzentos anos...

(cliquem na imagem para ampliar)




Leia Mais…

Scene 8

Simplesmente clássico...


Leia Mais…

terça-feira, 23 de março de 2010

Photo XXXIII

Eu quero ter assim uma foto de família...


Leia Mais…

Papa vem à Nação...

"Igreja quer feriado ou tolerância de ponto durante a visita do Papa. A Igreja Católica quer que o Governo decrete tolerância de ponto, ou feriado, durante a visita de Bento XVI a Fátima, marcada para Maio. O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, Dom Manuel Morujão afirma que deste modo os católicos podiam estar presentes na recepção ao Papa, que vem a Portugal em dias de semana."
- in RTP

Não sei o que dizer.
Em primeiro lugar a Igreja Católica não deve exigir nada do Governo. A separação da igreja com o Estado é clara. No entanto compreendo que para as pessoas mais religiosas, a visita do Papa seja um acontecimento único. Estou curioso para ver como o Estado vai reagir...

Uma coisa que me vim aperceber em Inglaterra, foi da existência real (e não somente em livros) de outras culturas e religiões. Uma coisa que me abalou um pouco, é o facto de ter amigos judeus em Cambridge. Já estive num jantar oficial e esta coisa de estar junto dos judeus é algo de curioso pela maneira de pensar deles. A religião do Islão também é algo que vim a conhecer profundamente. E isso abriu a minha mente de uma maneira que nem mil livros de História e Teologia conseguiriam... Só por isso já vale a pena estar em Cambridge. Em Inglaterra, como em tantos outros países, não se deseja "Feliz Natal", mas sim "Boas Festas" para não ofender nenhuma das outras religiões como o judaísmo que celebra o Hanuka próximo da época natalícia. Estas pequenas nuances fazem com que eu adquira a percepção de que o mundo não é apenas cristão. Mais uma vez repito que embora todos nós saibamos que existem mil e uma outra religiões no mundo, a verdade é que conviver com outras religiões directamente é algo que pode ser fascinante, curioso e/ou estranho...


Em Portugal o catolicismo rula. Eu não tenho amigos judeus nem islamistas...muito menos hindus ou punjabis...Mas eles existem e estar junto deles é aprender algo de novo todos os dias. Digo isto com a maior humildade. Em Inglaterra nunca teriam um feriado para ver o Papa. O chefe da Igreja é a Rainha e não o Papa...

É claro que eu, sendo um gajo bacano e tal, não preciso de ver o Papa.
Já o vi e até coloco aqui uma foto, exclusiva, que eu tirei no Vaticano. Só para vocês aí desse lado...



Leia Mais…

Os 20 anos da EXAME...

Há coisas que têm estilo.

Eu com gel no cabelo, ou somente eu...

Outra coisa com estilo é ver uma cambada de cotas a tocar música. Cambada de cotas à qual nunca os relacionaríamos com música. Mas a verdade é que o patrão da SIC e fundador do PSD, senhor Pinto Balsemão toca bateria. Adicionar a isso, o famoso advogado (para o bem e para o mal) Daniel Proença de Carvalho toca baixo e o Professor Catedrático da Faculdade de Economia da NOVA António Pinto Barbosa toca piano. Todos eles se reuniram no 20º aniversário da revista EXAME.

Nada de importante, mas com estilo...








Leia Mais…

Photo XXXII


Leia Mais…

ausência...

Já se passaram mais de duas semanas e este blog tem andado às moscas. As razões prendem-se à falta de tempo...

No entanto tentarei respeitar a cota de pelo menos um número de posts igual ao número de dias do mês...Já vamos em 22 com este post...

Então vamos lá..

Leia Mais…

terça-feira, 9 de março de 2010

Tom Jones soviético...

Há poucas coisas que me metem medo.
Lili Caneças, um gang de pombos de rua esfomeados, frigorífico vazio, acordar ao lado do Cavaco Silva. Mas nada disto se compara ao medo que tenho do próximo senhor que vos vou apresentar.

Chamam-lhe o Tom Jones da União Soviética e ele mete medo quando canta.
Provavelmente foi o culpado pela queda do Muro de Berlim e passou a servir bebidas no bar do Kremlin no início dos anos 90...

É preciso coragem para ver este vídeo até ao fim. Coragem e muita força de vontade. O propósito do vídeo é desconhecido, mas desconfia-se que era usado pela KGB para torturar espiões.

Vejam só a maneira aterradora com que ele entra no vídeoclip. Parece o Nosferatu à procura de um bebé para comer ao pequeno almoço...


Leia Mais…

Churrasco de madeira...

Já alguma vez pensaram se porventura caíssem em cima de dois fios de electricidade, daqueles que fazem andar os comboios e assim. Pois bem, aqui neste blog somos todos amigos da ciência e eu como não vos quero ver virarem frango churrasco em virtude do conhecimento científico, coloco aqui um vídeo que nos mostra o que acontece a um pedaço de madeira (de uma árvore qualquer) quando toca em dois fios eléctricos.

Reparem no som e no efeito que ocorre no fim.
Absolutamente divino...


Leia Mais…

segunda-feira, 8 de março de 2010

The Hurt Locker...



The Hurt Locker
Melhor filme do ano.

Não houve muitas surpresas este ano. Aborrecido e monótono são adjectivos que têm vindo a classificar esta cerimónia que eu tanto amava.

The Hurt Locker em termos de bilheteira, não rendeu um milésimo do que rendeu Avatar. Esta noite sai com melhor realizadora e melhor filme. O dinheiro não é tudo, felizmente. O importante é a mensagem e a emoção...

I'll see you next year, Oscar...

Leia Mais…

Melhor Música (e dança...)

Lembrete: Colocar aqui o vídeo do youtube (se a ABC me permitir) com a coreografia para o Oscar de Melhor Música (Best Score). Incrível a parte de UP (que acabou por ganhar o Oscar) e incrível dançarino o gajo com o boné...

Leia Mais…

In memoriam 2010...



In Memoriam...

...este ano foi muito muito fraco. James Taylor não é a pessoa indicada para o trabalho. Há que voltar aos grandes clássicos de soundtracks para transmitir melhor a mensagem de perda e tristeza...

Um dos momentos que mais gosto de ver (retirar sentido mórbido ao que acabei de dizer), a verdade é que estou desiludido este ano. E não é por não terem dado atenção ao Rei, porque a sua contribuição no cinema é inferior em relação a muitos que faleceram este ano...

Mas isto é a minha opinião...

Leia Mais…

Logorama...

Logorama acabou de ganhar o Oscar para melhor curta animada. Embora nunca tenha visto nenhum dos nomeados para esta categoria, a verdade é que quando falava em lobbies e mãos malandras, só me dá vontade de meter aqui um post sobre este vencedor que acabei de ver mesmo agora com o Oscar nas mãos.

Curta animada de França, Logorama é simplesmente uma curta cheia (!) de logótipos de empresas uns atrás dos outros em catadupa...Mostro-vos uma imagem do filme:



Então, se temos que dar um Oscar a uma curta animada e por acaso há uma cheia de logos de empresas internacionais...qual será a melhor...?

hmmm
(estarei a ser muito conspirador??)

Leia Mais…

sábado, 6 de março de 2010

E o Oscar vai....



Eu erro sempre nestas coisas, um pouco porque digo sempre o que gostaria de ver ganhar, em vez de dizer o que "provavelmente" irá ganhar "devido a lobbies escuros e sujos em Hollywood".

Por isso vou fazer a distinção e separar justo e político. O justo representa o nomeado que eu acredito que na minha modesta opinião deveria ganhar e o político representa o nomeado que apenas ganhou devido à mão malandra dos lobbies que acima referi.

Vou apenas fazer referência às seguintes categorias: Melhor actor, actriz, actor secundário, actriz secundária, realizador, animação e Melhor Filme.

Melhor Filme:
Justo >> Esta categoria é a mais difícil para mim. Hurt Locker (impressionante e inesperadamente fantástico), Up in the Air, District 9 e Inglorious Basterds são quatro grandes filmes mas imensamente diferentes uns dos outros. É difícil para mim eleger um porque são todos fantásticos. Adorava ver qualquer um a ganhar o Oscar...
Político >> Hurt Locker ou Avatar. Embora aqui Hurt Locker seja um justo vencedor se ganhar. Tarantino lá se vai ter que contentar com o Oscar de melhor argumento original e District 9 com argumento adaptado...Up in the Air vai ficar nas nuvens, a não ser que o tema da crise se abata também sob Hollywood...

Melhor Actor [secundário]:
Justo >> Jeff Bridges [Christoph Waltz]
Político >> Embora o oscar vá para Jeff Bridges, e Colin Firth foi apenas o segundo panasca no cinema mais recente, não me surpreenderia ver Morgan Freeman a ganhar o Oscar por interpretar o símbolo que é Nelson Mandela. Em relação ao actor secundário, embora me pareça difícil Christoph Waltz não ganhar, pode ser que o oscar seja roubado por Woody Harrelson...mas é muito difícil.

Melhor Actriz [secundária]:
Justo >> Gabourey Sidibe está fantástica [Mo'nique]
Político >> Sandra Bullock ou Gabourey Sidibe (esperança para todas as gordinhas que aspiram a ser actrizes cheias de glamour - e o factor negro também conta). Para secundário será Mo'nique embora Penélope Cruz, Vera Farmig e Maggie Gyllenhaal tenham iguais hipóteses de ganhar.

Melhor Realizador:
Justo >> Adorava ver Tarantino subir o palco e receber a estatueta. Seria ver a repetição do que aconteceu com Martin Scorsece há 2 anos atrás: receber o Oscar não pelo filme em questão, mas pelo trabalho que tem desenvolvido ao longo dos anos. Reparem que Tarantino consegue, devido aos seus extraordinários filmes, fazer renascer uma estrela ou criar uma estrela. Assim o fez com John Travolta e Samuel L. Jackson. Assim o voltou a fazer este ano com o desconhecido austríaco Christoph Waltz. Com uma mente cheia de sabedoria de bom cinema e com um toque de Midas para com quem trabalha com ele, ele merece já uma estatueta...
Político >> Kathryn Bigelow é a grande favorita (primeira mulher a ganhar) por The Hurt Locker, no entanto James Cameron também tem hipoteses, como é óbvio, devido ao seu grande e planeado filme - Avatar.

Vamos ver quem ganha esta gaita então...

PS: Avatar é voto seguro em qualquer trampa...

Leia Mais…

Melhor filme de 2009...

Pelo post anterior, podem ver que já não tenho muita crença nos Oscars. Por isso mesmo, este ano, e apesar de ter o meu caro amigo tiago a pedir-me, deixei de fazer as famosas apostas sobre os nomeados dos Oscars. Este ano vou fazer algo de diferente.

Aqui, neste blog que todos nós amamos, vou colocar os 10 nomeados para melhor filme. Apenas isso. Gostaria que vocês desse lado dessem o vosso contributo e dizer qual será vencedor.

Os nomeados são:

  • Avatar
    Avatar

  • The Blind Side
    The Blind Side

  • District 9
    District 9

  • An Education
    An Education

  • The Hurt Locker
    The Hurt Locker

  • Inglourious Basterds
    Inglourious Basterds

  • Precious: Based on the Novel 'Push' by Sapphire
    Precious: Based on the Novel 'Push' by Sapphire

  • A Serious Man
    A Serious Man

  • Up
    Up

  • Up in the Air
    Up in the Air

And the Oscar goes to...
?

Leia Mais…

Oscars politiquices e merdas assim para o estranho que só me fazem cada vez mais duvidar do autêntico valor intrínseco das películas que vejo...catano



Amanhã, domingo 7 de Março, serão entregues os Oscars ao que melhor se tem feito em Hollywood no último ano. Para mim, já me cansei de ver a politiquice a meterem-se no meio de coisas boas.

Exemplos?

Bom, posso dar-vos um exemplo que ocorreu no ano passado. Para melhor actor estavam nomeados, entre outros, Mickey Rourke e Sean Penn. Um desempenhava o papel de uma envelhecida estrela de Wrestler e outro desempenhava o papel de um homossexual que lutava pelos direitos de igualdade dos homossexuais. Quem é que acham que ganhou o Oscar?

Antes de responder a esta pergunta, tomem nota de duas coisas. A primeira refere-se ao facto de Mickey Rourke (o Wrestler envelhecido) ganhou todos os prémios (Golden Globes, BAFTA, etc) de melhor actor por interpretar aquele papel enquanto que Sean Penn (o homossexual) chupava no dedo...

hm...

A segunda coisa é que em Hollywood existem muiiiiiitos rabetas, por isso mesmo, pode dizer-se que existe um lobby de rabetas sem prisão de ventre.

Agora adivinhem quem ganhou o Oscar para melhor actor no ano passado:
1. Wrestler?
2. Homossexual?

Pois é. As "politiquices" determinaram que o Oscar fosse para aquele actor, independente de quem tivesse interpretado o papel, que fez de homossexual a reeividicar pelos direitos dos homossexuais. Não estou a dizer que não é merecido, mas o verdadeiro "come-back" de Mickey Rourke fez com que ele tivesse sido a pessoa indicada para desempenhar o papel de wrestler acabado à procura de mais um momento "in the spot light".

Por isso digo-vos que vejo com alegria a transmissão (pelos velhos tempos), mas o glamour de outras cerimónias, com Billy Christal, já se perderam. Os dias de hoje é tudo contado, é tudo mais comercial, mais rápido. Já não dá para saborear a cerimónia. Porque hoje existe cabo, dvds, internet, youtube, facebook, etc...e por isso é importante manter o espectador agarrado à cerimónia.

Este ano, para me irritar mais, a Academia de filmes decidiu mudar a categoria de melhor filme. Em vez de 5 filmes nomeados, existem agora 10 filmes nomeados para melhor filme do ano. As razões são simples e mostram mais uma vez o dedinho do marketing e lobby. Agora existem 9 filmes que poderão ter na capa: "Nomeado para melhor filme". Só por isto.
Marketing business...

É por estas e por outras que cada vez mais perco a fé no cinema...


Leia Mais…

sexta-feira, 5 de março de 2010

Johnnie Walker....

Não me recordo porque escolhi o nome de Johnnie Walker para ser o meu avatar no mundo das internetes e mailes. Mas a verdade é que johnnie é joão em escocês amanteigado. Por isso, como já assinei mais de 450 posts neste blog com esse nome, foi como ouro sob azul quando o grande André Pires me mandou ontem por email o vídeo que vos vou apresentar.
É um comercial ao grande Johnnie Walker apresentado pelo grande escocês Robert Carlyle.

Keep Walking...


Leia Mais…

terça-feira, 2 de março de 2010

Nuggets...

Não sei se a história que vos vou mostrar de seguida é verdade ou não. Mas aparentemente uma mulher nos EUA foi um belo dia ao McDonalds e apanhou com isto.



Crocante...

Leia Mais…

Scene 7

Leia Mais…

Cinema Xunga...



Cinema Xunga é um dos melhores blogs de cinema. Muito corrosivo, como eu gosto, e assim com muita sabedoria à mistura. O autor deste blog devia de estar a escrever guiões para ver se metia o cinema português num patamar mais alto. Recomendo a leitura deste seu post.

Creio que a melhor definição do seu blog é aquela que o próprio autor define:

O site nº1 para quem pesquisa por "pintelheira" no Google...

Falo nele porque há dias ele escreveu uma ode ao cinema do antigamente. Pedi-lhe permissão para meter aqui o seu texto na íntegra. Escutem estas palavras sábias...



Ir ao cinema em 2010



"No final da primeira década do século XXI as salas de cinema tradicionais estão extintas. Nos últimos 25 anos o acto de ir ao cinema foi barbaramente desfigurado. De uma experiência quase religiosa, terapia de grupo ou tertúlias de amigos cinéfilos transformou-se numa quase obrigação social, ritual de acasalamento ou simplesmente pelo grãos de milhos rebentados pelo calor e cobertos de sucedâneo de manteiga sintetizado e edulcorantes químicos (que fazem encolher os testículos). A falta de respeito pela arte cinematográfica está igualmente distribuída pelas distribuidoras e pelo público. A lavagem cerebral dos últimos 15 anos levou Portugal a acreditar que só existe um verdadeiro cinema, o americano, e tudo o resto são cultos extremistas de uma estranheza inarrável. Para quem não foi ao cinema nos últimos 10 anos, eu passo a explicar neste modesto artigo que se segue.

Depois de escolhido o filme temos que comprar bilhete. Os complexos de salas têm bilheteiras imensas, cheias de caixas e pessoas que parecem ser funcionários. De repente reparamos que faltam 10 minutos para começar o filme mas respiramos de alívio porque só há 4 pessoas à nossa frente. Começamos a ficar preocupados quando faltam 2 minutos para o filme e só foi atendida uma pessoa. Porque será? Quando eu ia ao cinema Avenida ou ao Tivoli eram sessões com 500 espectadores e despachavam centenas em 15 minutos… Quando chega a nossa vez encaramos com um jovem que deixou recentemente a adolescência mas que ainda se encontra em processo de mudar a voz. As perguntas monocórdicas seguem-se em catadupa hipnótica, como se saídas de um transe ou ritual milenar. “Quanto bilhetes? 2. Tem preferência? Para o meio. Não há. Então dê-me um qualquer. Vai querer pipocas? Não. Com açúcar ou sal? Não quero pipocas. Está interessado por mais 50 cêntimos levar a caixa média de pipocas e a bebida média? Isso é o quê? 3 metros cúbicos de pipocas e um alguidar de coca-cola de pressão. Não estou interessado. Tem cartão Zon? Não. Milénium? Não. Desculpe, pediu com sal ou açucar? Não pedi. Ok, são 385 euros.

Entramos num corredor e a nossa sala é sempre a última. Vamos ouvindo sons a sair das salas. Umas gritam de agonia, noutra ouvimos os espectadores a rir, noutra um cão ladra e ouve-se música heróica. Quanto entramos na sala vazia dirigimo-nos ao nosso lugar. Curiosamente já passam 10 minutos da hora e estão as luzes acesas e não começou a sessão. As luzes apagam. Algumas luzes mantêm-se acesas por motivos legais. Dá um trailer ou teaser rápido a um blockbuster eminente. Depois começa a publicidade.

Os anúncios publicitários em cinema são longos, alguns na ordem dos 2 minutos. Então começa a agonia. Uma publicidade gigantesca a cerveja com jovens a divertirem-se numa discoteca e depois a acordarem depois de uma noite divertida ( e possivelmente sodomita) com música orelhuda de arrepiar pêlo. Depois a publicidade a cola ou a um fast food com estrelas do futebol a fazerem feitos sobre-humanos ou a salvar o planeta nos penalties. Loonga…. Uma da EDP enorme, outra de um banco, telemóveis, um inferno. Quando tudo parece ter acabado vem aquela publicidade da Vodafone em que nos pedem para fechar os olhos para a história ser contada com efeitos sonoros, a imitar esta do barbeiro. Além não ser minimamente imersiva como prometem, dá sempre que vou ao cinema. Vem-me o sabor do almoço à boca…

E com isto passou quase meia hora. Meia hora da minha vida que paguei para assistir e me faz estar muito perto do estado de insanidade mental apenas curável com eletroconvulsoterapia. As luzes apagam finalmente e começa o filme. Um bom plano inicial, cenas de poesia cinematográfica que prometem. Ou prometiam, porque aos 10 minutos começam a chegar as pessoas todas, a encher as cadeiras, a falar, a meter os casacos em cima da minha cadeira, a acabarem as conversas ao telemóvel, a tossir, rir de anedotas que ouviram na rua. O diabo a sete.

Quando aos vinte minutos as coisas acalmam começa a ouvir-se a omnipresente cacofonia das pipocas e das bebidas. O “munch munch crunch crunch” invade-nos o cérebro como um invasão de ratazanas estridentes. Sentimos o cérebro a distender e comprimir e aquelas vozes que já não apareciam há muito tempo começam a sussurrar “Mata-o! Tira essa faca que trazes sempre e trespassa-lhe o fígado.

INTERVALO. Intervalo? Que merda é esta? Intervalo? Por motivos comerciais, agora há intervalo. Para vender mais merdas que me vão enlouquecer nos primeiros 30 minutos da segunda parte.

Segunda parte, na parte mais emocionante um telemóvel toca ao meu lado. Um tipo diz “Agora não posso, estou no cinema. (…) Ai sim? Ela disse isso? (…) A vaca. Mas isso é mentira (…) Pois, eu sei que ela tem fotos. (…) Não era um cavalo era um pónei. E foi para um trabalho na escola (…) Sim, sim, já me consigo sentar. (…)

E foi mais ou menos esta a minha última experiência no cinema. Não sou esquisito, longe disso. Mas há regras básicas implícitas que deixaram de ser respeitadas. A sala de cinema como santuário da sétima arte também já não existe e vendilhões ocuparam o templo. Sou um gajo normal, que aprecia um bom felácio e coça os testículos amiúde, mas caralhos me fodam se a pirataria não parece melhor ideia a cada dia que passa."

Leia Mais…