sexta-feira, 7 de maio de 2010

Nós e a Natureza...

Há algo de sobrenatural na Natureza. Algo que nos faz sentir pequeninos.

É que nós, Humanidade, pensamos que atingimos o pico da sabedoria. Metemos um homem andar na Lua, estamos no topo da cadeia alimentar e ainda nos damos ao luxo de domesticar animais. Qual é o outro organismo vivo que consegue fazer o mesmo? Somos únicos e a nossa mais preciosa vantagem evolutiva não é a força, não é a rapidez nem tão pouco é a capacidade de caçar.

Nós, humanos, somos fracos, não temos pele a revestir o nosso corpo para nos proteger do frio, não temos garras nem mandibulas nem sequer força suficiente para matar um animal de grande porte. A nossa única vantagem evolutiva reside no nosso cérebro. Aquele pequeno órgão que pesa 1kg e 300gramas confere a possibilidade de termos internet, de caçar com armas que nos permitem matar ao longe, de construir altos e enormes prédios que nos abrigam da chuva e do frio, e podermos construir Lidls onde podemos comprar a comidinha já empacota, sem necessidade de ir para a selva caçar ursos e serpentes...

Mas com essa inteligência chega também a arrogância de que somos os melhores e mais poderosos. Essa arrogância toma um tom diferente quando nos deparamos com isto:











Falo do vulcão Eyjafjallajoekull na Islândia que há uma dúzia de dias rebentou a fumegar e a espalhar as suas cinzas pelos céus da Europa, provocando uma paralisação de 6 dias, cancelando mais de 17mil voos por dia e causando um prejuízo superior ao do 11 de Setembro, com valores acima dos 1.700 mil milhões de euros. Em Portugal os valores situaram-se entre os 35 e 40 milhões de euros.

É aqui que dizemos que ainda há coisas que não podemos controlar. Reparem no contraste entre um avião e o tamanho gigantesco dos fumos...


0 Comentarios: