terça-feira, 18 de maio de 2010

Os beatles assim meio para o morto...



É notícia aqui, que vai ser feito um novo filme de zombies. Estamos na febre dos zombies e dos vampiros. E para meter mais lenha para uma fogueira que já há muito que se extinguiu, a mesma produtora de Pulp Fiction irá fazer um filme que se baseia no livro "Paul is Dead: The Bristish Zombie Version" em que segue a história de John Lennon, um guitarrista zombie, que mata e ressuscita os outros elementos dos Beatles: Paul McCartney, George Harrisson e Ringo Starr. Os quatro zombies criam sucessos atrás de sucessos, ganham fama por todo o Mundo, mas são perseguidos pelo caçador de monstros mais temido da Inglaterra: Mick Jagger (sim, o cantor dos Rolling Stones).

Falta meter ali o Elton John, George Michael e Freddie Mercury todos numa orgia zombiana...

Embora a história seja ficção, a verdade é que muitos acreditam que Paul McCartney morreu em 1966 num acidente de carro e sofrendo uma bela decapitação. Acreditam também que a banda meteu um "sócia" McCartney, não deixando de lançar pistas sublimes para o embuste. Entre as centenas de fotos e teorias, existe uma imagem que muitos dizem conter mensagens subliminar sobre a morte de Paul. Essa imagem é a capa do disco Abbey Road:



Dizem esses ratos das caves que não têm mais nada para fazer, que a banda deixou pistas e que nesta capa a pista principal transmite-se na maneira como a banda se apresenta: como uma procissão fúnebre.

O John Lennon está todo de branco como se representasse a figura divina, a pureza, o clérigo. Ringo Starr está vestido de preto simbolizando a pessoa que lamenta a morte. George Harrison está vestido com umas jeans azuis, representando o cangalheiro. E Paul McCartney está vestido com um fato antigo e fora-de-moda e com um andar dessincronizado em relação aos outros membros. Todos têm a perna esquerda à frente da direita, mas Paul está a caminhar com a perna direita à frente da esquerda. Assim sendo, representa o morto, o corpo que não está em sintonia com os vivos.

Além disto, os analistas mais puros vão ainda mais longe e chegam a dizer o seguinte:



Paul está a segurar um cigarro na mão direita. Mas o verdadeiro (!) Paul é (era) canhoto. Além disso, naquele tempo, os cigarros eram conhecidos como "coffin nails" (pregos de caixão).


Se virem lá atrás, existem uns espectadores. Três de branco no passeio da esquerda e um de escuro no passeio direito. Isto representa os 3 membros vivos da banda e o morto "do outro
lado".


O carro da polícia ali estacionado seria um agradecimento subtil da banda ao policia que supostamente socorreu Paul McCartney no acidente fatal e que concordou em manter-se calado.


Esta é fantástica. Se desenharem uma linha pelos carros da rua esquerda, essa linha corta a cabeça de Paul McCartney representando assim o golpe fatal na cabeça que teria sofrido no acidente.


Numa das primeiras edições do disco, a imagem na capa tinha uma espécie de mancha de sangue na estrada, representando o acidente rodoviário fatal de Paul...

A estes pálidos gordurosos e com seborreia que passam o tempo a analisar estas trampas, desejo-lhes uma boa noite nas suas caves, rodeados dos pacotes de batatas fritas e das suas latas de coca-cola. Desejo também que um dia, uma fada venha e que lhes conceda uma bela crica para usarem o seu mangalho flácido e a pingar...


4 Comentarios:

Anónimo disse...

Claro.

Já alguma vez aqui disse que eu sou a reencarnação do clark Kent?

johnnie walker disse...

Escolha curiosa de nome: Clark Kent.

Tanta matéria filosófica e idiota poderia tirar com esse nome.

"Serás o Superman então?"

"Clark Kent é uma personagem ficticia, serás então uma pessoa real? Porque se não és real, então és SPAM e terei que meter o raio das letrinhas de confirmação de comentários. E eu odeio essas letrinhas..."

"Se reencarnaste numa personagem de BD, será que na tua vida anterior foste o Bugs Bunny?Ou somente aquele rato mexicano que corre que nem uma besta??"

etc...

Abraços!

Anónimo disse...

quando é que o ringo starr morreu?
Por sorte vim ter ao teu blog, escreves sobre coisas interessantes, mas precisas de fundamentar certas coisas que dizes, por que senao passas por ingnorante

johnnie walker disse...

Ao meu caro amigo anónimo,

É verdade sim senhor que acabei por passar por um verdadeiro ignorante. Mas se me posso defender, apresento duas razões para o fatal e ignorante erro:

1. Não sou adepto dos Beatles e tão pouco conheço o que se passa com os membros.

2. Tenho o hábito de escrever os posts por volta das 2h-3h da manhã..então o sono pode interferir..

Mas agradeço o aviso e já procedi à alteração!

Abraço