domingo, 29 de agosto de 2010

b-day

Faria hoje 52 anos...


Leia Mais…

sábado, 28 de agosto de 2010

Passado um ano...



Não é que eu estava aqui a ver uma cena no meu blog para preparar o post que irei colocar aqui a seguir a este e vi que tinha escrito no dia 26 de Agosto um post sobre a pesquisa científica aqui em Cambridge que estava a fazer há 1 ano atrás, antes de ir para as Canárias.

Agora, passado um ano, vejo-me como aluno doutorado do homem que escrevi nesse mesmo post: James Fawcett.

Já aqui referi o que estava a fazer e aonde. Até disse qual era o meu colégio.
Agora já sabem quem é o meu supervisor. As notícias sobre artigo que ele, e a sua equipa, produziram podem ser lidas aqui no Diário Digital ou aqui no Diário de Notícias.

E embora não faça parte, achei porreiro e diferente meter este vídeo aqui sobre o verdadeiro "Super-homem". Talvez um dia...


Leia Mais…

Scene 18

A junção dos dois grandes filmes do Verão (e do ano).


Leia Mais…

Photo XLVI


Leia Mais…

Tugas no avião...


tuga

Quero partilhar a minha experiência sobre um dos piores voos que já tive. Aconteceu esta quarta-feira quando regressei do Porto para Londres. Tudo começa quando chego ao aeroporto e estão mil pessoas a embarcar. Parece que toda a gente decidiu viajar no mesmo dia que eu. (nada egocêntrico)

Depois entro no avião e vejo que não tenho os lugares que queria disponíveis. Assim, sento-me mesmo na última fila lá atrás no lugar de coxia. Erro!
Porquê? Porque parece que a filosofia da Ryanair é a seguinte:

"Compras barato mas a gente faz-te a vida num inferno dentro do avião!"

Parece que as hospedeiras de voo estão treinadas para nos fazerem da vida um pesadelo. Não me queixo do atendimento. Queixo-me do barulho e queixo-me da destreza que têm quando querem passar o carrinho no meio do corredor. É que em vez de irem com o carrinho direitinho, elas tentam enfiar o carrinho em cima dos passageiros. Não importa se estás a dormir ou não, importa é vender tudo. Recebem em euros, em libras e até aceitam notas do Monopólio. Há que vender à força...

Depois duas filas à minha frente estava esta criança que forçava o choro e berrava com as goelas todas para que o avião ouvisse que estava a chorar. Berrava tão alto que acho que as pessoas em terra conseguiam ouvir. E o pai só sorria para as outras pessoas. Era abrir uma janela e mandar tudo lá para fora.

Mas o mais giro ainda é a nossa raça. Os tugas são os maiores.
Ainda antes do avião começar andar, há avisos e mais avisos de que têm que desligar o telemóvel. E não é que estavam uns gajos do PORTO, tripeiros nojentos, sentados na fila ao meu lado e quando o avião já está em aceleração na pista para levantar voo, começamos todos a ouvir um telemóvel a tocar. As hospedeiras a dizerem para desligarem, mas o tripeiro nojento atende (com calma) e começa a falar. Sem problemas, porque ninguém manda em nós catano! Somos portugueses e não seguimos as regras. Lá desligou o telemóvel quando as outras pessoas (estrangeiras) começaram a refilar com ele.

Enquanto isso, ainda o avião estava em aceleração, outros tugas, também eles do Norte, na fila da frente começam a saltar no banco em jeito de piada e a comentar que o avião vai cair e tudo a rir-se que nem alarves. Palhaços que não podem sair de casa...

Entretanto, quando já estamos no ar, é accionado o aviso de cinto de segurança por causa da turbulência, o que significa que as pessoas têm que se sentar e meter o cinto de segurança. Todos o fizeram, menos uma senhora que insistia em estar em pé a tentar tirar algo da bagagem. A hospedeira repetiu o aviso 5 vezes ao microfone, até que alguém sentado lhe berrou que a mulher tinha que se sentar. A mulher era portuguesa e tinha, presumo eu, relação familiar com os tripeiros da minha fila do lado, porque vi-a a falar com eles e a trocar cenas.

Essa senhora deficiente dos cornos tinha um pequeno miúdo com ela que insistia em estar a correr do avião de trás para a frente. Inclusive quando o avião estava a aterrar e a hospedeira (mais uma vez) teve que repetir 3 vezes à senhora para manter o puto quieto e preso na cadeira com o cinto de segurança. Tudo sem sucesso, porque nós somos uma raça com direitos especiais.

A outra cena passa-se com os outros anormais tripeiros da fila do lado e acontece quando o avião aterra e eles (únicos) tiram o cinto de segurança e começam a tirar as bagagens, até que a hospedeira berra com eles a dizer que têm que se manter sentados e com o cinto posto. Os gajos começam a refilar a dizer que a hospedeira só reclama e só reclama. Outro pormenor de ser tuga é pensar que temos sempre razão.

É neste ponto que eu gosto de puxar pelo patriotismo e dizer com os pulmões abertos que a nossa raça é mesmo fodida. Já dizia Júlio César que somos um povo ingovernável e que não quer ser governado. Somos assim os chicos-espertos da coisa. Pensamos que podemos desobedecer a regras de segurança, levantar e tirar as bagagens para poupar tempo...porque nós somos os campeões e queremos ser os primeiros a sair, porque na vida tudo é uma competição e tuga tem que ganhar SEMPRE.

Eu apenas partilho o bilhete de identidade com estes animais. Não partilho mais nada. Ver-me no mesmo saco com estes animais é um insulto, não por ser snob ou importante, porque não o sou, mas porque existe uma coisa chamada de bom-senso e é algo que não tem raça nem bandeira, mas parece ser algo que nasce naturalmente com as pessoas e que depende da educação que recebem, independentemente da língua que falam ou do país nativo...

Talvez fosse do cansaço naquele dia, mas meteu-me um nojo estar ali com aqueles anormais que só me apetecia distribuir bofetada em barda... Talvez fosse melhor permitir a presença de terroristas nos aviões para esburacar um anormal que começasse com palhaçadas.

Foi só isto.
Tenham um bom dia!

Leia Mais…

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Hexafluoreto de Enxofre...

Isto:




mais isto:



é igual a isto:



E dizem que a ciência não é divertida....
O truque aqui é que o Hexafluoreto de Enxofre é mais denso (significativamente mais denso) que o ar. Isto significa que é mais pesado que o ar e isso torna possível colocar um barquinho levezinho e menos denso, fazendo-o flutuar. Basicamente o hexafluoreto de enxofre é água invisível...

Leia Mais…

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Tornado de Fogo...

Para quem nunca viu um...cá está um tornado de fogo.


Leia Mais…

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

O pasquim...

Este estaminé tem estado um pouco parado, mas podem culpar o Sócrates. Já que ele parece ser o culpado de tudo: crise, desemprego, educação, professores, gonorreia, etc, podem adicionar também que a falta de criatividade e tempo a dedicar a este blog é porque o Sócrates tem um nariz feio...

Mas mesmo assim, e ainda antes de ir para Portugal, inicio aqui uma nova rubrica. Irá chamar-se de "notícias frescas do dia e algo assim mais ou menos interessante". Serão breves notícias que não são suficientemente suculentas e interessantes para originar um post, mas que merecem, nevertheless, um lugar aqui no estaminé...



1. Michael Douglas tem cancro na garganta e pode ficar mudo. O actor de Wall Street e Basic Instinct foi diagnosticado um cancro já em estado avançado e pode perder a voz devido aos tratamentos intensivos que irá sofrer.



2. Portugal é o 27º melhor país do mundo. No topo da lista aparece a Finlândia e no fundo da tabela aparece Burkina Faso (esse antro de país). Curioso é que até a Grécia (que está na banca rota) aparece à nossa frente. Parece que este Sócrates não descansa até nos meter ao lado da Burkina Faso...



3. Mel Gibson sofre acidente de carro. O actor e realizador espatafulha-se completamente na estrada ao volante do seu Maserati. O carro fica destruído, mas Mel Gibson sai ileso. No entanto, com as acusações de violência doméstica da ex-mulher e dos últimos fiascos cinematográficos, mais valia o homem ter ficado dentro do carro quietinho...

Leia Mais…

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Let me google that for you...



Para os mentecaptos que não memorizam o endereço do meu blog e têm que estar sempre a perguntar aos outros como encontrar o caminho para a iluminação divina, entenda-se para este blog, dou-vos uma ferramenta fantástica:

Basta clicar aqui.

Leia Mais…

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O blog da barbicha...

Há blogs para tudo. Há blogs sobre cinema, há blogs sobre música, há blogs sobre mamas e há o meu blog.

Mas o que vou mostrar agora é talvez um dos mais estranhos e originais. Fala só e unicamente sobre barbas. Nada mais do que barbas. Aliás, é um blog que representa o hino às barbas! São só imagens com frases motivadoras para deixar crescer uma barba. Para o autor do blog, quem não tiver barba é uma "mulher".

















Mais aqui.

Leia Mais…

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O gato malandro...

Parece real e provavelmente deve ser mesmo real. Como fazer um vídeo original ao adicionar um diálogo a algo banal...


Leia Mais…

domingo, 8 de agosto de 2010

PhD...

Algumas pessoas têm vindo a perguntar o que raio estou eu a fazer agora. Existem algumas que ainda pensam que estou em Portugal. Para esclarecer essa e outras dúvidas, deixem-me apresentar-vos o próximo vídeo...



(com som)

Leia Mais…

sábado, 7 de agosto de 2010

Photo XLV


Leia Mais…

KFC....



Há coisa de duas horas atrás fui pela primeira vez a um Kentucky Fried Chicken (KFC). Para quem não conhece, esta trampa é a versão McDonalds mas em vez de hamburguer, o KFC usa frango frito.

Então lá fui eu todo contente experimentar esta valente poia galinácea. A primeira impressão que apanhei foi verem as paredes a escorrer óleo por ali abaixo. A segunda foi ver os funcionários a cagarem ovos de tanto frango terem à volta...

Lá pedi o meu menu "variado". Incluía 2 pedaços de não sei o quê, mais duas asas e um pedaço grande que também não sei o que era. No fim lá veio o tabuleiro com uns míseros pedaços, mais uma pata grande e um "calção" de galinha. Tudo isto acompanhado por umas 14 batatitas fritas. Os dois míseros pedaços até eram comestíveis. O problema foi quando cheguei à parte da pata... Foi aí que ao pegar na pata, vi uma porção de óleo de frigideira a escorrer e a deixar uma poça de óleo no tabuleiro. De imediato larguei a porra da pata e saí...

Jurei para mim mesmo nunca mais entrar no raio do KFC. É que o termo "fast-food" é aplicado em demasia no KFC. Ir ao McDonalds ainda é uma coisa, mas ver o óleo a escorrer daquela pata de galinha foi extremamente nojento e repugnante.


Leia Mais…

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Little Fockers...

Já é um pouco velhinho este trailer, mas acho que merece um cantinho aqui.

Little Fockers é a sequela de Meet the Fockers e de Meet the Parents. São filmes razoáveis e que dão para entreter durante 90 minutos. Os seus maiores trunfos são a presença do enorme Robert de Niro. Sem ele, os filmes seriam meras comédias banais.

Este Little Fockers promete dar um ar de sua graça e notícias recentes confirmam a entrada de Dustin Hoffman novamente. Esperemos pelo Natal para ver como a coisa sai...


Leia Mais…

Scene 17

Leia Mais…

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Multiverso de mãos dadas com o Acaso...



Estava a ler o post do JB, essa cara conhecida aqui no estaminé, quando vi que ele estava a falar de um tema porreiro e impecável para se ter à mesa de um belo jantar - Multiverso.

A literatura de ficção e Hollywood já exploraram exaustivamente este tema. Isto é, a possibilidade de existir diversos universos comuns ao nosso. Por mais incrível que pareça, isto pode ser de facto uma realidade. Matematicamente e em termos de Leis da Física, parece que existe a possibilidade de existirem uma infinidade de Universos. E uma infinidade, meus amigos, é muita coisa...

Então esta coisa do Multiverso (diversos Universos) para os mais leigos, como eu, é aquela coisa que a gente vê nos filmes em que saltamos de Universo em Universo e vemos que num somos ricos e no outro somos vagabundos. Esta é uma ideia completamente simplista e puramente usada para efeitos de hollywoodismo...

A verdade é que se existirem mesmo outros Universos e se um dia podermos viajar entre eles, provavelmente observaríamos que o planeta Terra não existiria em nenhum deles. E se existisse, muito provavelmente não existiria vida. E se existisse, muito provavelmente não seria igual à nossa.

É preciso lembrar que os acontecimentos de hoje (planeta Terra, vida, seres humanos no topo da cadeia alimentar) são acontecimentos que ocorreram devido à conjugação de inúmeros factores aleatórios. É óbvio que existem factores que contribuíram para que a linha da vida seguisse um certo e determinado trajecto, mas essa coisa de viajar entre universos e vermos diferenças mínimas é ridículo. Pequenos detalhes e diferenças no início da formação planetária e biológica contribuiriam para gigantescas diferenças mais tarde...

Outro factor importante é o factor do acaso. Um exemplo é o dos dinossauros. Se o asteróide não tivesse batido na Terra naquela altura, à milhões de anos atrás, os dinossauros continuariam no topo da cadeia alimentar e os mamíferos não teriam tido a chance de se "desenvolver". Ou se quiserem ver doutro modo, se realmente não tivesse embatido qualquer asteróide e os seres humanos tivessem tido a possibilidade de se desenvolver juntamente com os dinossauros, talvez um outro asteróide tivesse batido mais tarde e dizimado toda a vida existente na Terra. Ou talvez os humanos começassem a caçar demasiados dinossauros, afectando assim a cadeia alimentar e sofressem escassez de alimentos e desaparecessem. O percurso seria totalmente diferente e nenhum Universo seria igual ao outro, nem tão pouco seria igual excepto no pormenor em que num somos ricos e no outro somos vagabundos.

Mais simples ainda é verem do seguinte modo:
Imaginem que em todos os Universos possíveis, a génese planetária e biológica tivesse ocorrido exactamente da mesma maneira (o que é altamente improvável). Basicamente se eu saltasse de um universo para o outro, então verificaríamos que a vida existe em ambos e existem seres humanos a viver como hoje. O problema é que para obedecer às leis dos filmes que vemos, então o espermatozóide que vos originou, teria que ser exactamente o mesmo (dentro de milhões possíveis) a entrar exactamente no mesmo óvulo. É ridículo pensar a esta escala...

Fred Hoyle (um respeitado Físico e Astrónomo) disse uma vez que a ocorrência de vida na Terra é um acontecimento tão improvável como um furacão passar por uma sucata de parafusos e metais e conseguir montar um Boeing 747 em perfeitas condições.

Ele não era adepto do "acaso". Não acreditava que as coisas aconteciam por mero acaso. Tudo tinha uma justificação e maneira de ocorrer. Tudo seguia uma linha de trajecto bem definida. Mas a verdade é que o Acaso existe e determina muitos dos acontecimentos que deram origem ao aparecimento da Vida na Terra. É pelo Acaso que hoje estamos aqui.


Deus joga mesmo aos dados...


Leia Mais…

Who Killed Captain Alex...

Se o Inception é um clássico, o que vou mostrar agora é um ÉPICO!!!!!!!
Reparem nos diálogos, nos efeitos especiais, na violência. O AVATAR ao pé desta filmaço é um menino.



Leia Mais…

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Nolan é o maior!



Ahh Nolan do catano!

Foi a primeira vez que fui ver o mesmo filme ao cinema duas vezes. E valeu mesmo a pena.
Inception é esse filmaço que já aqui descrevi. É um filme com tantas interpretações que começo a pensar que estamos perante um novo messias - Christopher Nolan.

Inception: Filme do ano e clássico instantâneo...

Leia Mais…